.
 

Tratando a infertilidade masculina Abreu e Lima, Pernambuco

"A redução da quantidade dos espermatozóides são responsáveis por 90% dos casos de infertilidade masculina", destaca o autor. Saiba como tratar o problema. Entenda outros detalhes acerca da reprodução humana.

Cerpe Inst. Endocrinologia Medicina Nuclear Recife
Gov Carlos de Lima Cavalcante 2249
Olinda, Pernambuco
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Miguel Wanderely Satiro
Rua Francisco Alves 325 - Loja 02
Recife, Pernambuco
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Ana Paula Ferreira de Souza Leao
322-2232
R. Feliciano Gomes 342
Recife, Pernambuco
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Marilea de Lima Guimaraes
Rua Tabira 229
Recife, Pernambuco
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Adamastor do Amaral Lemos Filho
3231-7199
R. Alvares de Azevedo 126
Recife, Pernambuco
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Gorette de Fatima Bezerra de Albuquerque
813-3414
Rua João Cardoso Ayres 888
Recife, Pernambuco
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Roberto Tabosa Florencio
Rua Henrique Dias 158
Recife, Pernambuco
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Lourdes Cariri Chalegre de Almeida
3222-5039
Av.Joao de Barros 819 - Boa Vista Recife
Recife, Pernambuco
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Maria da Conceicao Tavares Pessoa
Av Domingos Ferreira 636 - Sala 611
Recife, Pernambuco
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Renata Duarte Fernandes Vieira
(81) 3321-4000
Rua Paissandu 286
Recife, Pernambuco
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratando a infertilidade masculina

Fornecido por: 



16/12/2009

Espermograma: primeiro passo no tratamento da infertilidade masculina

Diminuição da quantidade, assim como alterações da qualidade ou da forma dos espermatozóides são responsáveis por 90% dos casos de infertilidade masculina

A análise do sêmen é um dos primeiros exames solicitados para avaliar a fertilidade masculina. “Com a tecnologia e os conhecimentos que dispomos, hoje, esta análise vai muito além do espermograma. Ela engloba uma série de testes que avaliam o potencial de fecundidade dos espermatozóides”, explica o andrologista Rodrigo Lessi Pagani, professor do Curso de Pós-Graduação em Infertilidade Humana do ICS, Instituto de Ciências da Saúde.

O espermograma é importante para verificar, inicialmente, se o volume do esperma, o pH (acidez), a viscosidade, a cor e a liquefação do sêmen apresentam-se normais. Em seguida, determina-se o número de espermatozóides e a motilidade dos mesmos, tanto do ponto de vista quantitativo, quanto qualitativo. A contagem do número de espermatozóides e a avaliação da motilidade são realizadas no microscópio, com auxílio de câmaras especiais, especialmente desenvolvidas para este fim. “O espermograma inclui ainda a avaliação da morfologia dos espermatozóides e a determinação do número de leucócitos presentes no sêmen”, explica o médico.

Para realizar esta bateria de testes, solicita-se a abstenção da atividade sexual por um período de 48 a 72 horas. A coleta da amostra de sêmen é realizada no próprio laboratório. O frasco para a coleta deve ser de boca larga e de material previamente testado quanto à toxicidade para a motilidade espermática. “Situações especiais podem ser contornadas, como a coleta durante o ato sexual, utilizando-se preservativos atóxicos, vibroestimulação ou eletroejaculação nos homens com trauma de medula espinhal e ejaculação retrógrada”, diz Rodrigo Pagani, autor de um dos capítulos de Infertility in the Male, publicação que é referência no campo da infertilidade masculina mundial.

“Reforçamos, entre os alunos do Curso, a idéia que o espermograma normal não é um atestado de fertilidade masculina, ele deve ser analisado em conjunto com os dados obtidos do paciente para ter real valor diagnóstico. Recomendamos também que a análise seminal - ou espermograma - seja feita em laboratórios de excelência, pois nem todos seguem as recomendações internacionais para a análise do sêmen. Além disso, são necess&aacut...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535