.
 

Tratando a endometriose Londrina, Paraná

Identifique os sintomas da endometriose. O autor explica como é feito o tratamento dessa doença. Ele comenta sobre os medicamentos, cirurgia ou terapias alternativas.

Joao Fernando Caffaro Gois
(43) 3324-8989
Cambara 585 - 1º
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Jose Luis de Oliveira Camargo
(43) 3324-3613
Av Carlos Gomes 487
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Sandra Cristina Faria Cabrera
(43) 3324-3524
R Monteser. 65 - a
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Magda Garcia Lopes Paiva
(43) 3324-6797
Av. Rio de Janeiro 1500 - 6º Andar Sala 604
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Alessandro Galletto
(43) 3334-0103
Av Bandeirantes 901 - 4And. Sl. 401
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Lizete Rosa e Silva Benzoni
(43) 3324-1203
Av. Rio de Janeiro 1500 - Sl 801
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Walter Jorge Sobrinho
(43) 3322-0145
R Senador Souzaaves 1500
Londrina, Paraná
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Sergio Humberto Bernadeli Parreira
(43) 3324-1203
Av Rio de Janeiro 1500 - Sl 801 8ºAndar
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Antonio Caetano de Paula
Rua Senador Souzaaves 558 - Sl. 802 8º Andar
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Flavio Lucio dos Santos Zanoni
(43) 3324-3544
Av. Bandeirantes 500 - Sala 205
Londrina, Paraná
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratando a endometriose

Fornecido por: 



25/09/2009

Endometriose

Saiba como se prevenir e quais os tratamentos

Síntomas:
Dores que podem ser incapacitantes e manifestar-se de várias formas: dores menstruais, dores profundas durante as relações sexuais e dores pélvicas crónicas.

Pessoas mais em risco:
Mulheres em idade fértil.

Porque dói?
Esta doença, pouco conhecida, difícil de diagnosticar e de tratar, está relacionada com uma localização anormal de fragmentos do endométrio (tecido que reveste o interior do útero e que origina a menstruação). Estes fragmentos comportam-se como se estivessem no útero, sangrando todos os meses, seja na parede muscular do útero (adenomiose), seja fora do útero (endometriose externa: ovários, trompas, colo do útero, etc.). O sangue não pode ser expelido e provoca a formação de quistos e aderências que crescem e se tornam dolorosos.

O que pode fazer?
Consulte um ginecologista.

Que tratamentos?
O médico pedirá uma ecografia e, eventualmente, uma histerografia ou mesmo uma celioscopia.

Medicamentos
Prescrevem-se antálgicos (paracetamol), anti-espasmódicos e antiprostaglandinas 1 a 3 vezes por dia durante 1 a 5 dias.

Cirurgia
É uma opção em casos de esterilidade resultante de endometriose, endometriose difusa incapacitante e quando o tratamento médico não é eficaz. Removem-se aderências e quistos e tratam-se as lesões evolutivas.

As outras medicinas
Acupunctura
Pode ajudar em muitas situações ginecológicas dolorosas, como complemento do tratamento médico.

Aromaterapia
Existem alguns tratamentos que facilitam a circulação.

Auriculoterapia
Associada ao tratamento médico, combate as dores crónicas. 


Autor:
Fonte: Seleções


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535