.
 

Tratamento de obesidade na gestação Aracaju, Sergipe

Encontre tratamento de obesidade na gestação em Aracaju. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Academia Cia do Corpo
(79) 3217-6474
r Oscar Valóis Galvão, 51, Grageru
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia Atlântica
(79) 3223-1434
r João Carvalho Aragão, 50, Atalaia
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia Carlos Smhit
(79) 3217-3229
r Tarso Sobral, 239, Grageru
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia de Ginastica Forma Fitness Ltda
(79) 3241-1174
r Paraíba, 1070, Cs, Novo Paraíso
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia Body Slim
(79) 3248-6967
r Maria Lourdes R Gonçalves, 261, Conjunto Augusto Franco
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia Askase
(79) 3214-0858
r Maruim, 600, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia da praia
(79) 3243-2888
r Dep Clóvis Rolemberg, 480, Atalaia
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Vmm Academia Ltda
(79) 3247-1250
r Luiz Carlos de Aguiar Machado, 67, Cj Residencial Santa Lucia, Jabotiana
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia Damasios
(79) 3224-6561
r Porto Folha, 1061, Getúlio Vargas
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Academia de Musculação Flexgym
(79) 3246-5178
av Anísio Azevedo, 701, 13 De Julho
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento de obesidade na gestação

Fornecido por: 

Estudo britânico indica que mulheres obesas em período de gravidez têm maior risco de desenvolverem pré-eclâmpsia. A pré-eclâmpsia ocorre devido à elevação da pressão arterial da mãe que passa a eliminar proteína do corpo.

Especialistas do Kings College, em Londres, analisaram dados sobre a primeira gestação de 385 mulheres obesas e colheram amostras de sangue de 208 delas para análises. A entidade ressalta que estudos anteriores já apontaram vínculos entre obesidade durante a gravidez e riscos maiores de complicações.

As revelações da pesquisa foram surpreendentes até para os próprios médicos; o estudo indicou que as mulheres obesas têm duas vezes mais chances de terem bebês com peso abaixo da média. Ou seja, um total de 18,8% dos bebês das mulheres obesas pesava menos do que 2,5 kg ao nascer.

Os índices também apontam que a incidência de pré-eclâmpsia foi mais alta entre as mulheres obesas, com 11,7% desenvolvendo a condição em sua primeira gravidez - em contraste com 6% na população obesa na segunda ou após várias gestações e apenas 2% na população de peso saudável.

A pré-eclampsia é uma complicação séria durante a gravidez que, em casos extremos, pode levar à morte da mãe e do feto. Mesmo após o estudo, os médicos não têm certeza sobre as razões do aumento da incidência de pré-eclâmpsia em mulheres obesas, contudo eles acreditam que ela esteja ligada à resistência à insulina.


Autor: Redação
Fonte: E-familynet/Globo.com


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535