.
 

Tratamento de obesidade na gestação Aquiraz CE

Encontre tratamento de obesidade na gestação em Aquiraz. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Bloco Carnavalesco Gula Gula
(71) 267-2114
r Almirante Marques de Leão, 551, lj 9, Barra
Salvador, Bahia
 
Sport Line Aparelhos para Ginástica
(44) 228-4177
av Pedro Taques, 4352, Zona 03
Maringá, Paraná
 
Advance Clínicas de Massagens
(115) 041-3700
r Novo Cancioneiro, 88, Brooklin
São Paulo, São Paulo
 
Castelo Society
(114) 198-3337
r Grandes Lagos, 2, Jardim Regina Alice
Barueri, São Paulo
 
Fanatioco Futebol Clube
(41) 392-3927
r Centenário, 1957, Centro
Campo Largo, Paraná
 
Termas Le Rouge 80 Ltda
(113) 062-3043
r Arruda Alvim, 175, Jardim Paulista
São Paulo, São Paulo
 
Ginásio de Esportes Gilmar Agibert
(42) 446-1774
r Severo Agebert SN, Prudentópolis
Prudentopolis, Paraná
 
Ginásio Munic Poliesportivo Vitorio Togni
(353) 697-2343
av Melvin Jones, 501, Santa Angela (1a Gleba)
Poços de Caldas, Minas Gerais
 
Acra Equipamento para Condicionamento Físico Ltda
(193) 766-7600
r Itacuruçá, 568, VL Aeroporto
Campinas, São Paulo
 
SESI Centro Esportivo Joaçaba
(49) 522-4342
Duas Casas SN, Joaçaba
Joacaba, Santa Catarina
 

Tratamento de obesidade na gestação

Fornecido por: 

Estudo britânico indica que mulheres obesas em período de gravidez têm maior risco de desenvolverem pré-eclâmpsia. A pré-eclâmpsia ocorre devido à elevação da pressão arterial da mãe que passa a eliminar proteína do corpo.

Especialistas do Kings College, em Londres, analisaram dados sobre a primeira gestação de 385 mulheres obesas e colheram amostras de sangue de 208 delas para análises. A entidade ressalta que estudos anteriores já apontaram vínculos entre obesidade durante a gravidez e riscos maiores de complicações.

As revelações da pesquisa foram surpreendentes até para os próprios médicos; o estudo indicou que as mulheres obesas têm duas vezes mais chances de terem bebês com peso abaixo da média. Ou seja, um total de 18,8% dos bebês das mulheres obesas pesava menos do que 2,5 kg ao nascer.

Os índices também apontam que a incidência de pré-eclâmpsia foi mais alta entre as mulheres obesas, com 11,7% desenvolvendo a condição em sua primeira gravidez - em contraste com 6% na população obesa na segunda ou após várias gestações e apenas 2% na população de peso saudável.

A pré-eclampsia é uma complicação séria durante a gravidez que, em casos extremos, pode levar à morte da mãe e do feto. Mesmo após o estudo, os médicos não têm certeza sobre as razões do aumento da incidência de pré-eclâmpsia em mulheres obesas, contudo eles acreditam que ela esteja ligada à resistência à insulina.


Autor: Redação
Fonte: E-familynet/Globo.com


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535