.
 

Tratamento de discalculia Barbalha CE

Encontre tratamento de discalculia em Barbalha. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Emilia Tome de Sousa
R Coronel Linhares 850
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Teresa Neuma Albuquerque Gomes
3246-0240
R Nunes Valente 2110
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Caesar Augustus B Fontes
3368-8995
Av Edson da Mota Correia 714
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Edilson Gurgel Santos
3221-2800
R Doutor Joao Moreira 344
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Maria Leides P Albuquerque
3279-5028
R Alice 425
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Heloisa Beatriz de Holanda
3271-2091
R Doutor Jose Furtado 1660
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Maria Amelia Simoes P Nogueres
3252-4400
Av Tristao Goncalves 1343
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Maria do Perpetuo S S da Cunha
3486-6165
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Joao Quintino Nt
3226-9650
R Guilherme Rocha 253
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Irene de Castro Maia Nogueira
Av Antonio Sales 2933
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento de discalculia

Fornecido por: 

A discalculia é um distúrbio neurológico que afeta a habilidade com números e faz com que a pessoa se confunda em operações matemáticas, conceitos matemáticos, fórmulas, seqüência numéricas, contagens, sinais numéricos e até na utilização da Matemática no dia-a-dia.
 
Mesmo associado à dislexia, o distúrbio deve ser considerado um problema de aprendizado independente, já que é muito mais comum entre as crianças. O transtorno é hereditário e pode ser identificado a partir dos sete anos de idade.
 
Quanto mais cedo iniciar o tratamento melhor, e o período escolar é o momento em que os sinais são apresentados. Caso a Discalculia não seja tratada precocemente, haverá comprometimento no desenvolvimento escolar de forma global e baixa auto-estima, devido às críticas e dificuldades no cotidiano.
 
A responsável pelo Departamento de Orientação da Rede de Ensino Kumon, Adriana Pinheiro Tomaz, cita os principais sintomas e soluções para ajudar:
 
· Lentidão extrema da velocidade de trabalho;
· Problema com orientação espacial;
· Dificuldades com operações de soma, subtração, multiplicação e divisão;
· Dificuldade com grande quantidade de informação de uma vez só;
· Tendência a transcrever números e sinais erradamente.
 
A pessoa é capaz de compreender a matemática representada simbolicamente (3+2=5), mas é incapaz de resolver na forma de problema:

“Maria tem três balas e João tem duas. Quantas balas eles tem no total?”.
 
Algumas dicas:
 
· Permitir o uso de calculadora;
· Usar caderno quadriculado;
· Fazer provas oralmente, desenvolvendo as expressões mentalmente e ditando para que alguém as transcreva;
· Prestar atenção no processo utilizado pela criança, o tipo de pensamento que ela usa para resolver um problema;
· Incentivar a visualização do problema, com desenhos e depois internamente.
 
O discalcúlico precisa da compreensão de todos em sua volta, pois encontra grandes dificuldades em coisas que para nós parecem óbvias.
 
Assim que os pais notarem essa dificuldade nos filhos, devem procurar ajuda de um Psicopedagogo que vai solicitar exames e uma avaliação neurológica ou neuropsicológica. Deve-se elevar a auto-estima do discalc&uacu...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535