.
 

Tratamento de Hipertensão Santarém, Pará

Encontre tratamento de hipertensão em Santarém. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Manoel de Almeida Moreira
(91) 223-0692
Rua Antonio Barreto 380
Belem, Pará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Priscilla Leite Dias
(91) 3222-6145
R Ferreira Cantao 454 - Sala 01
Belem, Pará
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Fernando Antonio Martins
(91) 3236-4186
Av. Duque de Caxias 1540
Belem, Pará
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
Diana Ecila Tavares Acatauassu Teixeira
913-2424
Tv Quatorze de Marco 1299
Belem, Pará
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
AC-CET: Centro de Especialidades Terapêuticas
(91) 3031-6834
Tv. Padre Eutíquio, pass Fiúza, nº 06
Belém, Pará
Especialidade
Fonoaudiólogos

Maria de Fatima Mesquita Jorge Joao
Trav.Ove de Janeiro 2110 - Sala 1601Ed. Wall Street
Belem, Pará
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Mario Fernando Ribeiro de Miranda
(91) 241-1048
Av Alm Wandenkolk 1243 - Sala 704
Belem, Pará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Anatomo Patologistas Associados S/A
R Ferreira Cantao 454 - S/2
Belem, Pará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dr. Murillo Teixera Chaves
(91) 3228-3672
Av. Alcindo Cacela 1264 sala 107
Belém, Pará
Especialidade
Angiologia e cirurgia

Clínica F.J.S. Leite
(91) 3266-1393
av Alm Barroso, 962, São Brás
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento de Hipertensão

Fornecido por: 

A hipertensão arterial (pressão alta) é uma doença muito comum e um dos principais fatores de risco para doença coronária (entupimento das artérias do coração). O controle da pressão arterial constitui um dos mecanismos mais eficazes da redução da mortalidade por doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio e derrame.

O tratamento da hipertensão arterial é feito através do uso de medicamentos e mudanças no estilo de vida, especialmente dos hábitos alimentares. O excesso de sal (sódio), por exemplo, aumenta o volume de sangue circulante e a constricção das artérias, que, por conseqüência, leva à elevação da pressão arterial.

Perigos comprovados

A correlação entre aumento da ingestão de sal e da pressão arterial já foi comprovada em diversos estudos. Em populações onde o consumo de sal é maior, como no norte do Japão, nota-se que há uma alta freqüência de hipertensos. Por outro lado, entre os índios Yanomanis, que praticamente não ingerem sal, inexiste a hipertensão. O ideal é manter o consumo de sal em torno de 4 a 6 g/dia.

A obesidade é outro fator de risco para a hipertensão. Prova disso, é que cerca de 60% dos hipertensos têm peso acima do ideal e, nas pessoas com peso 20% acima do ideal, a hipertensão arterial é duas vezes mais comum. Nesses casos, recomenda-se a baixa ingestão calórica, que aumenta a perda de sal pela urina e diminui o peso, resultando na queda da pressão arterial. Por isso, a perda de peso constitui uma das principais medidas no tratamento da hipertensão.

O consumo exagerado de álcool também está correlacionado com o aumento agudo e crônico da pressão arterial. Os hipertensos devem evitar as bebidas alcoólicas e seguir rigorosamente a recomendação médica.

Potássio

Estudos recentes mostram que a ingestão de potássio pode contribuir para queda na pressão arterial. Por isso, deve-se ingerir 2g/dia de potássio através de uma dieta rica em potássio. Este procedimento sempre deve ser orientado pelo médico, visto que existem hipertensos, diabéticos ou não, com problemas renais, cuja ingesta de potássio precisa ser cuidadosamente observada. Por outro lado, hipertensos que usam diuréticos também podem estar usando suplementação artificial de potássio (através de remé...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535