.
 

Tratamento de Hipertensão Rondonópolis, Mato Grosso

Encontre tratamento de hipertensão em Rondonópolis. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Diogenes Garrio Carvaho
(66) 3426-5085
Papoulas 444 - Bl1 Casa 7
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Eliane Solange de Souza Pires
(65) 3617-1688
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Castro, Maria C D
(65) 3321-5658
r Br Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Center Med
(65) 3023-6666
r Gago Coutinho, 359
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Antônio M Silva
(65) 3321-4451
r Joaquim Murtinho, 940 Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Diogenes Garrio Carvaho
(66) 3426-5085
Papoulas 444 - Bl1 Casa 7
Rondonopolis, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Naíra Domingos Sé
(65) 3322-2504
Rua Rua dos Líriosº 525
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Clínica Genus Ltda
(65) 3642-4742
av Aclimação, 508, Bsq da Saúde
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cecan
(65) 3623-7032
Pc Do Seminário, 141
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Audimet Auditoria em Saúde e Medicina do Trabalho
(65) 3321-8725
r Des José Mesquita, 303 Araés
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento de Hipertensão

Fornecido por: 

A hipertensão arterial (pressão alta) é uma doença muito comum e um dos principais fatores de risco para doença coronária (entupimento das artérias do coração). O controle da pressão arterial constitui um dos mecanismos mais eficazes da redução da mortalidade por doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio e derrame.

O tratamento da hipertensão arterial é feito através do uso de medicamentos e mudanças no estilo de vida, especialmente dos hábitos alimentares. O excesso de sal (sódio), por exemplo, aumenta o volume de sangue circulante e a constricção das artérias, que, por conseqüência, leva à elevação da pressão arterial.

Perigos comprovados

A correlação entre aumento da ingestão de sal e da pressão arterial já foi comprovada em diversos estudos. Em populações onde o consumo de sal é maior, como no norte do Japão, nota-se que há uma alta freqüência de hipertensos. Por outro lado, entre os índios Yanomanis, que praticamente não ingerem sal, inexiste a hipertensão. O ideal é manter o consumo de sal em torno de 4 a 6 g/dia.

A obesidade é outro fator de risco para a hipertensão. Prova disso, é que cerca de 60% dos hipertensos têm peso acima do ideal e, nas pessoas com peso 20% acima do ideal, a hipertensão arterial é duas vezes mais comum. Nesses casos, recomenda-se a baixa ingestão calórica, que aumenta a perda de sal pela urina e diminui o peso, resultando na queda da pressão arterial. Por isso, a perda de peso constitui uma das principais medidas no tratamento da hipertensão.

O consumo exagerado de álcool também está correlacionado com o aumento agudo e crônico da pressão arterial. Os hipertensos devem evitar as bebidas alcoólicas e seguir rigorosamente a recomendação médica.

Potássio

Estudos recentes mostram que a ingestão de potássio pode contribuir para queda na pressão arterial. Por isso, deve-se ingerir 2g/dia de potássio através de uma dieta rica em potássio. Este procedimento sempre deve ser orientado pelo médico, visto que existem hipertensos, diabéticos ou não, com problemas renais, cuja ingesta de potássio precisa ser cuidadosamente observada. Por outro lado, hipertensos que usam diuréticos também podem estar usando suplementação artificial de potássio (através de remé...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535