.
 

Tratamento contra o Tabagismo Águas Lindas de Goiás, Goiás

Encontre tratamento contra tabagismo em Águas Lindas de Goiás. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Academia Banzai
(62) 3251-4025
av Portugal, 628, Setor Oeste
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Real Privê
(62) 3249-4747
rod BR 153, s/n lt 11 c 1, Sit Santa Luzia
Aparecida de Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Alvorada Ciclo Peças
(62) 3277-3192
r Canavial Q 20a, s/n lt 1, Cj Cruzeiro do Sul
Aparecida de Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Academia Atitude
(62) 3095-1434
r 75, 478 qd 137 lt 13, Setor Central
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Academia Boa Forma
(62) 3261-4067
r 227 Q 44, s/n lt 18, Setor Leste Vila Nova
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Academia Atlanta Fitness
(62) 3223-6656
av Goiás, 1641 QD 128 LT 169, Setor Central
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Academia Flex
(62) 3515-0588
av T 4 Q 124, s/n lt 15E s 311 an 3, Setor Bueno
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Academia Atlheta
(62) 3261-6987
r 301 Q A, 236 lt 2, Setor Leste Universitário
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Viva Bem Aparelhos de Ginástica
(62) 3241-3822
r Noventa,1020, Qd F47A Lot 136, St Marista
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Estância MM
(62) 3282-0155
r Goiás, s/n Qd A Lts 01/12, Ns de Lourdes
Aparecida de Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento contra o Tabagismo

Fornecido por: 

Um estudo americano sugere que deixar de fumar pode aumentar os riscos de desenvolver a diabetes do tipo 2 em até 70%, já que os ex-fumantes tendem a ganhar peso.

Os pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, no Estado de Maryland, monitoraram 10.892 adultos de meia-idade durante 17 anos.

Segundo os resultados, publicados na revista científica "Annals of Internal Medicine", nos seis primeiros anos após abandonar o cigarro, o ex-fumante corre 70% mais riscos de sofrer da doença em comparação com pessoas que nunca fumaram.

Mas ainda de acordo com os especialistas, o risco de desenvolver a diabetes do tipo 2 é mais alto nos três primeiros anos após a suspensão do cigarro.

A média anual de participantes que deixaram de fumar e começaram a sofrer de diabetes nesse período de 36 meses foi de 1,8%.

Também nesse intervalo de três anos, os ex-fumantes engordaram em média 3,8 kg.

De maneira geral, os que fumaram mais, e os que engordaram mais após parar de fumar, foram os que apresentaram os mais altos riscos.

Dez anos após abandonar o cigarro, os riscos de desenvolvimento da diabetes do tipo 2 voltaram à média normal para os ex-fumantes.

Os que não deixaram de fumar apresentaram um aumento constante de 30% nos riscos de desenvolver a doença em comparação com não fumantes.

'Desculpa'

Os autores do estudo enfatizam que os resultados não devem ser usados como desculpa para que o fumante não abandone o cigarro, uma vez que quem fuma corre mais riscos de desenvolver uma série de doenças, inclusive diabetes.

Para os especialistas, o estudo mostra apenas a importância do controle do peso quando a pessoa abandona o cigarro.

"Se você fuma, desista de fumar. É a melhor coisa a fazer", disse uma das pesquisadoras envolvidas no estudo, Jessica Yeh. "Mas as pessoas também têm de prestar atenção ao seu peso".

Açúcar

A diabetes do tipo 2 ocorre quando o corpo não consegue produzir insulina suficiente ou não pode utilizá-la de maneira apropriada, o que resulta em um descontrole nos índices de açúcar no sangue.

Se não for tratada, ela pode levar a complicações sérias, como cegueira, falência dos rins e danos no sistema nervoso.

A obesidade é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento da diabetes.

Os pesquisadores recomendam que médicos tenham em mente a importância do controle do peso em...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535