.
 

Teste sua coluna para saber se ela apresenta problemas Nossa Senhora do Socorro, Sergipe

Faça o autoexame que identifica problemas de coluna. "A má postura pode causar desvios como escoliose, hiperlordose e cifose, até situações mais graves, como hérnia discal", alerta o quiropraxista Jason Gilbert. Ele descreve os métodos que tratam e amenizam dores na coluna.

Maria Cristina de Carvalho Tommasco
(243) 323-5945
r Domingos Mariano, 83, sl 1105, Centro
Barra Mansa, Rio de Janeiro
 
Sucila H Leipnitz
(513) 731-1065
av Amarais, 353
Rio Pardo, Rio Grande do Sul
 
Borracharia Frontino
(53) 281-1200
r Frontino Vieira, 465, Fragata
Pelotas, Rio Grande do Sul
 
Borracharia Jóia
(14) 445-2021
r Barão Rio Branco, 479
Bastos, São Paulo
 
Adriana B Barbosa
(123) 931-2846
r N C Oliveira, 428
São José dos Campos, São Paulo
 
Carlito Kempfer
(49) 664-0690
av , 356
Maravilha, Santa Catarina
 
Tania Garcia Vila Franca
(116) 193-7067
r Luis Carlos,Dr, 821, Vila Matilde
São Paulo, São Paulo
 
Borracheiro Itanhangá
(212) 495-8995
etr Itanhangá, 67
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
João G Pires
(55) 233-4713
av Mal Idelfonso de Morais, 585, São Sepé
Sao Sepe, Rio Grande do Sul
 
Andrea M Ferro
(47) 522-0784
r Oscar Barcelos, 681, sl 3
Rio do Sul, Santa Catarina
 

Teste sua coluna para saber se ela apresenta problemas

Fornecido por: 



07/09/2009

Faça o teste: como está a sua coluna?

Postura incorreta é principal causa da temida dor de coluna

Quem nunca sentiu uma dorzinha na coluna? Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que 85% da população mundial enfrenta ou vai enfrentar este mal durante a vida. O incômodo pode ter vários motivos, principalmente a postura incorreta em atitudes como andar curvado, ficar horas de frente para o computador e deitar ou sentar de forma errada. Também causam o problema levantar pesos excessivos, sedentarismo, obesidade, traumas, distúrbios hereditários etc.

Além de exercer várias funções no organismo, como dar amplitude de movimento, a coluna propicia o equilíbrio e contribui para a locomoção. Não há idade específica para a dor aparecer, e deve-se ficar atento aos cuidados.

"A coluna é como uma máquina que precisa estar em perfeito funcionamento. Com o passar do tempo, e por conta de quedas e erros posturais, a coluna perde movimentos e doenças crônico-degenerativas aparecem", observa o quiropraxista Jason Gilbert.

A má postura pode causar desvios como escoliose, hiperlordose e cifose, até situações mais graves, como hérnia discal. Outros problemas são lombalgia (dor nas costas); dor na coluna cervical (pescoço); dor de cabeça ou cefaléia; dores nas articulações; tendinite do ombro e cotovelo e tensão muscular. "Muitas vezes as dores de cabeça não têm ligação neurológica. O problema está na coluna", afirma Gilbert.

O reumatologista Marco Antônio Bravo alerta que a dor nunca deve ser negligenciada. "O ideal é procurar um especialista para avaliar o caso. O que parece dor inofensiva, se não tratada adequadamente, pode agravar-se ao longo do tempo".

Para a atriz Karinna Anhê, 24 anos, ignorar as dores teve preço alto. "Eu dormia mal, malhava pesado e comecei a sentir muita dor nas costas, mas não procurei ajuda imediata. Quando fui ao médico, descobri que era uma contratura na coluna. A dor virou crônica e até hoje sinto. Faço massagem e acupuntura para amenizar".

Remédios e tratamentos

Analgésicos e antiinflamatórios, além de fisioterapia convencional, são usados no combate às dores de coluna. A intervenção cirúrgica ocorre em casos mais graves, como hérnia de disco. A quiropraxia, técnica de ajustes manuais, também promove o alinhamento da coluna. "A prática dedica-se a prevenção, diagnóstico e tratamento de problemas nas articulações, músculos, tendões e...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535