.
 

Suplementos de Cálcio Corumbá, Mato Grosso do Sul

Esta página disponibiliza informações sobre os benefícios do consumo do cálcio para a saúde, alimentos ricos em cálcio e uma lista de empresas e profissionais especializados no assunto na cidade de Corumbá. Encontre abaixo empresas e profissionais da região

Drogamed
(67) 3226-2200
Rua 14 De Março 456
Ladario, Mato Grosso do Sul
Bairro
Centro

Dados Divulgados por
Drogaria Palmeira
(67) 3226-2330
Rua 14 De Março 570
Ladario, Mato Grosso do Sul
Bairro
Centro

Dados Divulgados por
Farmacia Brasil
(67) 3231-5000
Rua Frei Mariano 243
Corumba, Mato Grosso do Sul
Bairro
Centro

Dados Divulgados por
Alfredo Fernandes Engenharia
(67) 3231-2357
Rua Porto Carreiro 1060
Corumba, Mato Grosso do Sul
Bairro
Centro

Dados Divulgados por
Farmacia E Drogaria Real
(67) 3431-4000
Avenida Brasil 2805
Ponta Pora, Mato Grosso do Sul
Bairro
Centro

Dados Divulgados por
Drogaria Drogao Mix
(67) 3232-3737
Rua 13 De Junho 1010
Corumba, Mato Grosso do Sul
Bairro
Centro

Dados Divulgados por
Farmacia E Drogaria Palmeira
(67) 3231-1083
Rua Major Gama 420
Corumba, Mato Grosso do Sul
Bairro
Dom Bosco

Dados Divulgados por
Farma 1
(67) 3231-9898
Porto Carreiro, 1566
Corumba, Mato Grosso do Sul
Bairro
Aeroporto

Dados Divulgados por
Drogaria Alvorada
(67) 3321-0205
Avenida Afonso Pena 2326
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Bairro
Centro

Dados Divulgados por
Drogaria São Bento
(67) 4002-4342
R Joaquim Murtinho, 4136
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Bairro
Tiradentes

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Alimentação rica em cálcio pode prolongar a vida, indica estudo

Fornecido por: 

     
 
Adicionar mais cálcio à dieta pode ajudar as pessoas a viver mais tempo, segundo estudo do conceituado centro de pesquisas sueco Instituto Karolinska

Adicionar mais cálcio à dieta pode ajudar as pessoas a viver mais tempo, segundo estudo do conceituado centro de pesquisas sueco Instituto Karolinska. Acompanhando, por 10 anos, mais de 23 mil homens suecos com idades entre 45 e 79 anos, os pesquisadores descobriram que aqueles que consumiam maior quantidade de cálcio na alimentação eram 25% menos propensos a morrer durante o estudo, comparados àqueles com a menor ingestão do nutriente.

Na pesquisa, os participantes relataram sua dieta, e nenhum dos participantes consumia suplementos de cálcio. E as análises mostraram que os maiores consumidores de cálcio na alimentação tinham 25% menos chances de estarem entre os 2.358 participantes que morreram durante o acompanhamento, e 23% menor risco de morrer de doença cardíaca do que aqueles que não ingeriam muito cálcio.

De acordo com os autores, o grupo que ingeria maiores níveis do mineral (um terço dos participantes) consumia cerca de 2.000 mg diários - principalmente no leite, laticínios e cereais -, contra cerca de 1.000 mg do um terço que ingeria menos cálcio, sendo que o recomendado pelas autoridades americanas de saúde é de mil para homens de 19 a 50 anos e de 1.200 para aqueles com mais de 50. "A ingestão de cálcio acima do recomendado diariamente pode reduzir a mortalidade por todas as causas", concluíram os autores.

Eles destacam que o nutriente pode reduzir a mortalidade de várias formas, como, por exemplo, reduzindo a pressão sanguínea, o colesterol e os níveis de glicose no sangue. Por&...

Clique aqui para ler este artigo em SIS Saude

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535