.
 

Reeducação Alimentar Barbalha CE

Encontre reeducação alimentar em Barbalha. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Centro Esportivo e Com Gold Ball Ltda
(113) 974-0048
r José Lourenço,Prof, 50, cj 5 , Pirituba
São Paulo, São Paulo
 
Kart Mania
(41) 252-0293
r Colombo, 49, Juveve
Curitiba, Paraná
 
Luciana MB Mello
(41) 332-0896
r Professor Rubens Elke Braga, 242, Parolin
Curitiba, Paraná
 
Lob Academia de Tênis
(212) 225-0329
r Stefan Zweig, 290, Laranjeiras
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Raw Esportes Comercial e Estacionamento Ltda
(113) 277-3677
r Almeida Torres, 57, Liberdade
São Paulo, São Paulo
 
Magic Soccer Futebol Indoor
(323) 215-0228
r Bernardo Mascarenhas, 1072, Mariano Procópio
Juiz de Fora, Minas Gerais
 
Bloco Caveira
(82) 325-6969
r Doná Constança de Goes Monteiro, 1651, sl 102, Poço
Maceió, Alagoas
 
Ginasio Municipal Esportes
(15) 278-1633
r J F Carval, 221
Pilar do Sul, São Paulo
 
Satelle Esporte Clube
(12) 262-5533
av A P Barros,dr, Campos do Jordão
Campos do Jordao, São Paulo
 
F1 Kart In Door
(63) 815-3511
av Bernardo Sayão, 870
Araguaína, Tocantins
 

Reeducação Alimentar

Fornecido por: 

Segundo nutricionistas ouvidos pelo Jornal da Tarde, seguir à risca aqueles cardápios super restritivos, que impõem grãos integrais, grelhados, verduras e banem doces e frituras, só é necessário para atletas, pessoas com alguma doença que exija uma dieta rigorosa ou que precisem perder muito peso. A nutricionista Andrea Andrade explica que a boa alimentação deve ser variada e incluir todos os tipos de alimentos: os energéticos, os construtores e os reguladores.

Os energéticos são os alimentos a base de carboidratos (pão, arroz ou massas, de preferência integrais, ricos em fibras, que facilitam a digestão e reduzem a absorção de gorduras e açúcares); os construtores são as carnes, leite e derivados, ricos em proteínas e ajudam na construção dos tecidos; e os reguladores são as vitaminas, ácidos graxos e sais minerais, que ajudam no bom funcionamento do organismo e previnem doenças. E é esse terceiro grupo que as pessoas negligenciam.

Carne é bom e praticamente todo mundo come. O mesmo vale para um pão, um biscoito um chocolate. Mas quem é que faz questão de se empanturrar de beterraba, rúcula, espinafre ou tomate? Segundo a nutricionista Solange Saavedra, o brasileiro das grandes capitais é obrigado a comer na rua e são poucos os que consomem todos os nutrientes necessários - mesmo num restaurante a quilo, onde a variedade de carnes e saladas é grande.

Ela explica o erro: a pessoa entra na fila e vai se servindo com o que lhe apetece. O resultado é um prato cheio e desequilibrado. Por exemplo: em vez de uma porção de carboidrato,se serve de quatro: arroz, batata frita, polenta e macarrão. "Geralmente deixam a salada de fora." O correto, diz Solange, é ver todas as opções e fazer as escolhas antes de se servir.

Consumindo porções regulares de frutas, verduras, legumes, fazer refeições e lanches a cada três horas, além de beber pelo menos dois litros de água garantem uma alimentação saudável, diz Andrea. Cumprindo o mínimo, é possível comer doces, frituras e alimentos gordurosos. Sem exagero. E sem culpa.


Autor: da AE
Fonte: Uol Ciência e Saúde


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535