.
 

Reduzindo os riscos de derrame Nossa Senhora do Socorro, Sergipe

Estudo constata que beber moderadamente pode reduzir em até 20% os riscos de derrame. Saiba como a substância Polifenol atua na prevenção do acidente vascular cerebral, AVC. Conheça também, os tipos de derrame.

Aurea Regina Teixeira de Andrade
(79) 3246-6085
R Jose de Faro Rolemberg 663
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Angiologia

Dados Divulgados por
Maira Oliveira Souza
(79) 3041-2555
Rua Lagarto 2025 - Clínica
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Angiologia

Dados Divulgados por
Aurea Regina Teixeira de Andrade
(79) 3246-6085
R Jose de Faro Rolemberg 663
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Angiologia

Dados Divulgados por
Romulo de Oliveira Silva
(79) 2107-6400
Av. Goncalo Rolemberg Leite 1490
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Angiologia

Dados Divulgados por
Maira Oliveira Souza
(79) 3041-2555
Rua Lagarto 2025 - Clínica
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Angiologia

Dados Divulgados por
Romulo de Oliveira Silva
(79) 2107-6400
Av. Goncalo Rolemberg Leite 1490
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Angiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Reduzindo os riscos de derrame

Fornecido por: 



24/03/2009

Beber moderadamente pode prevenir o AVC

Redução de até 20% no risco de um derrame, segundo estudo

Sabe aquele hábito de tomar uma cervejinha no final da tarde com os amigos? Ou de saborear um belo uísque doze anos ou alguns cálices de vinho? Essa rotina pode não ser tão ruim aos olhos da medicina. A bebida alcoólica, em proporções moderadas, pula do banco dos réus direto para a condição de mocinho na prevenção do acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame. É o que garantem pesquisadores do centro médico da Universidade Duke, nos Estados Unidos.

Segundo o estudo americano, o consumo máximo de uma dose de álcool por dia significa uma redução de até 20% no risco de um derrame. Não obedecer a dosagem "recomendada", porém, pode provocar efeito inverso e ser bem perigoso à saúde. "Doses altas aumentam as chances de se ter um acidente vascular cerebral", reforça Alexandre Pieri, neurologista e coordenador da Unidade de Pronto-Atendimento, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Que poder é esse?

Polifenol encontrado principalmente em sementes de uva - e portanto nos vinhos -, o resveratrol é o grande segredo na relação entre bebidas alcoólicas e a prevenção dos derrames. Pesquisas apontam que essa substância ajuda a equilibrar os níveis de colesterol, evitando a formação de placas de gordura que obstruem os vasos sangüíneos - uma condição de comprometimento da artéria que leva ao AVC.

O resveratrol ajudaria até mesmo no tratamento das vítimas de derrame. Segundo o médico, isso ocorre por sua capacidade de aumentar os níveis de uma enzima responsável pela recuperação das células nervosas.

"Além disso, o álcool também tem um efeito relaxante importante, uma vez que há evidências de que o estresse tem relação direta com a incidência de AVC", salienta Mario Fernando Peres, neurologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). É por isso que não apenas o vinho, mas também uísque, cerveja e outras bebidas alcoólicas também são bem-vindas, com moderação e, de preferência, autorizadas por um médico, é claro.

Entenda o acidente vascular cerebral (AVC)

Popularmente conhecido como derrame, o AVC é caracterizado pelo comprometimento de uma artéria que leva o sangue ao cérebro e, por isso, pode aumentar a pressão local e provocar a morte da vítima.

Há duas formas de AVC: o hemorrágico e o isquêmico....

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535