.
 

Protegendo os olhos do sol Delmiro Gouveia AL

Entenda como o sol pode causar sérios problemas de visão. O oftalmologista Virgilio orienta sobre o desenvolvimento de doenças ocasionadas pela exposição solar. "Engana-se quem acha que óculos escuros é coisa de gente grande. Os efeitos da radiação UV são cumulativos e não escolhe idade para prejudicar", ele diz.

João Manoel Veras Vieira
(82) 3377-1911
Av. João Davino 799
Maceio, Alagoas
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Marlon Roberio Goncalves Fernandes
(08) 2521-2566
Rua Sao Francisco 470
Arapiraca, Alagoas
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Otavio Cristiano Leite Cavalcante
(82) 3337-3191
Rua José Freire Moura 235 - 104
Maceio, Alagoas
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Martins Pinto
(08) 2221-9311
Rua Buarque de Macedo 576
Maceio, Alagoas
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Vivianne Rocha de Santa Rosa
(82) 3355-8012
R Artur Bulhoes 93
Maceio, Alagoas
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Roseana Porto Farias
(82) 3221-1447
Praça Afrênio Jorge 54 - ( Praça da Faculdade)
Maceio, Alagoas
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Marshal Italo Barros Fontes
Rua Prof. Silveira Camerino 1065
Maceio, Alagoas
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Thais de Paiva Torres Cardoso
(82) 3336-5957
R Goncalves Dias 207
Maceio, Alagoas
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Adeisa Maria Toledo Lyra
(82) 3305-5025
Av Governador Osman Loureiro 49 - Sala 309Centro Empres. Bussiness Tower
Maceio, Alagoas
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Lucia Coelho Xavier
822-1217
Av Comendador Gustavo Paiva 2990 - Centro Medico Iguatemi
Maceio, Alagoas
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Protegendo os olhos do sol

Fornecido por: 



06/01/2010

Proteção é fundamental

A exposição excessiva ao sol pode causar sérios problemas aos olhos dos pequenos

Sol, férias e praia é a combinação mais esperada por diversas famílias para se divertirem ou descansarem no fim do ano. Mas, sem cuidados especiais, o sol deixa de ser amigo e se torna ‘vilão’. No caso da saúde ocular, a exposição em excesso e sem proteção pode causar doenças como a ceratite, espécie de “queimadura da córnea” que causa dor, vermelhidão, lacrimejamento, fotofobia e sensação de areia nos olhos.

O diretor do Instituto de Moléstias Oculares (IMO), Virgilio Centurion, explica que com as janelinhas para o mundo do bebê não se brinca. “A incidência direta dos raios ultravioleta no olho humano ocasiona lesões oculares que gradual e cumulativamente podem resultar na perda total da visão”, destaca o médico.
O que fazer?

Engana-se quem acha que óculos escuros é coisa de gente grande. Os efeitos da radiação UV são cumulativos e não escolhe idade para pegar. Quanto mais os olhos são expostos aos raios, maiores serão os riscos do desenvolvimento de uma moléstia. No verão seu uso, portanto, deve virar hábito.

A oftalmologista Fernanda Takay, também do IMO, explica que a decisão de compra dos óculos de sol deve levar em consideração, primordialmente, o nível de proteção contra a radiação ultravioleta (UVA e UVB) que as lentes oferecem. “Esta informação deve estar disponível no momento da compra, seja no adesivo afixado ao produto ou em livretos contendo informações técnicas sobre ele”, diz.

A especialista esclarece que os óculos não devem distorcer imagens ou cores. São compostas de lentes cinzas, marrons ou verdes e filtram entre 75-90% da luz visível. Bonés, viseiras e chapéus são indicados parar funcionar como ‘proteção dois em um’, já que protegem os olhos e a cabeça contra os malefícios da luz solar.


Autor: Imprensa
Fonte: Sempre Materna


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535