.
 

Previna doenças oculares comuns durante o verão Várzea Grande, Mato Grosso

Não perca os seus dias de sol cuidando de doenças como a conjuntivite, fotoceratite ou o olho seco. O autor explica maneiras de se proteger desses problemas. Saiba como evitar a contaminação de fungos e bactérias.

Naíra Domingos Sé
(65) 3322-2504
Rua Rua dos Líriosº 525
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Antônio M Silva
(65) 3321-4451
r Joaquim Murtinho, 940 Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Center Clin
(65) 3321-5658
r Br de Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Ângela Cristina Fanzeres Monteiro Fortes
(65) 3621-1806
r Dr Clóvis Corrêa Costa, s/n c 201
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Clínica Médica Mady Ltda
(65) 3625-1491
r Manoel Ramos Lino, 223, Coophamil
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Eliane Solange de Souza Pires
(65) 3617-1688
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Castro, Maria C D
(65) 3321-5658
r Br Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cecan
(65) 3623-7032
Pc Do Seminário, 141
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cardioclin
(65) 3027-3040
r Joaquim Murtinho, 551
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Audimet Auditoria em Saúde e Medicina do Trabalho
(65) 3321-8725
r Des José Mesquita, 303 Araés
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Previna doenças oculares comuns durante o verão

Fornecido por: 



17/12/2008

Verão ameaça saúde dos olhos

Conjuntivite, fotoceratite e olho seco podem ser prevenidos com medidas simples

No verão os grandes vilões para a saúde dos olhos são a  proliferação de bactérias no ar, contato com agentes químicos ou água contaminada, maior exposição ao sol e  evaporação da lágrima. Para piorar, no calor a maioria das pessoas se alimenta mal e tem queda na imunidade o que facilita a contaminação dos olhos. Por conta disso, segundo o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, nesta época do ano as consultas aumentam em 20%, sendo que a conjuntivite responde por 64% desses atendimentos, fotoceratite por 26% e olho seco por 10%. A boa notícia é que todas estas doenças podem ser prevenidas com medidas simples.

Água de praias e piscinas causa conjuntivite bacteriana   A conjuntivite, explica, é a inflamação da conjuntiva que tem como principais sintomas: coceira, olhos vermelhos, pálpebras inchadas, sensibilidade à luz e lacrimejamento. Os tipos que aparecem no verão são: bacteriana, viral e tóxica. A bacteriana tem uma secreção amarelada, é altamente contagiosa e no verão tem como principal causa o contato com água contaminada das praias ou piscinas e compartilhamento de objetos pessoas. Crianças são as mais afetadas por ficarem mais tempo na água e geralmente passam a doença para toda a família, comenta Queiroz Neto. O tratamento é feito com colírio antibiótico que só deve ser instilado nos olhos sob prescrição médica. Isso porque, 4 em cada 10 brasileiros usam colírio por conta própria durante o verão e 56% dão preferência ao colírio vasoconstritor conforme estudo conduzido pelo médico. Resultado: O desconforto até melhora, mas a bactéria se torna mais resistente e pode causar complicações oculares maiores. Além disso, o uso prolongado de vasoconstritor pode provocar catarata precoce, ressalta. Para prevenir a doença as principais recomendações são:

Manter as mãos limpas.
Não coçar os olhos.
Não compartilhar colírio, toalhas, fronhas ou maquiagem.

Baixa imunidade favorece conjuntivite viral   No calor escaldante típico do verão brasileiro a maioria das pessoas perde o apetite, acaba se  alimentando mal e tem queda da imunidade. Associado a isso, Queiroz Neto diz as aglomerações em shoppings, festas e outros ambientes fechados facilitam a proliferação de vírus que agridem a conjuntiva p...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535