.
 

Melhorando o colesterol Delmiro Gouveia AL

Aprenda a reduzir o colesterol. O nutrólogo Carlos Alberto Werutsky comenta sobre os melhores exercícios para combater as altas taxas."Com o estímulo dos exercícios físicos, a musculatura é obrigada a consumir o LDL presente no organismo", ele explica.

Humberto da Costa Bezerra Filho
(75) 3281-1516
Juscelino Kubistcheck 280
Paulo Afonso, Bahia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Pedro Ferreira de Albuquerque
(08) 2338-4070
Rua Comendador Francisco Amorim Leao 325
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Mardano Freitas de Amorim
Barao de Anadia 120
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Edmilton Carlos Wanderley Cavalcante
Rua Hugo Correa Paes 253 - Hospital do Sesi
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Maria Liege Magalhaes Barros
Rua Santos Pacheco 173
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Ricardo Cesar Cavalcanti
(82) 2123-7147
R Hugo Correa Paes 253
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Adonis Born Muniz
(82) 3521-4538
R Pedro Correia 286
Arapiraca, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Nidia Sizenando Santiago Costa
823-2237
R Barao de Penedo 267
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Maria Goretti Barbosa de Souza
823-2210
R Santa Cruz 31 - Sls. 21 e 23Edf. com. Nogueira
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Renato Tadeu Justino Ribeiro
(08) 2221-2019
Rua Batista Acioli 37
Maceio, Alagoas
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Melhorando o colesterol

Fornecido por: 



13/10/2009

Atividade física é aliada do bom colesterol

Médico nutrólogo aponta quais os melhores exercícios para controlar a doença

Além da alimentação, a prática de atividades físicas também é importante para controlar os níveis de colesterol no sangue. Os exercícios contribuem para elevar as taxas de HDL-C, evitam o acúmulo de gordura nas artérias, e reduzem o risco de infartos. "As atividades estimulam a ação da LPL (lípase lipoprotéica), enzima responsável pela 'limpeza' da gordura sanguínea, e auxiliam na queima do LDL-C", explica o Dr. Carlos Alberto Werutsky, médico nutrólogo e diretor da ABRAN.

Com o estímulo dos exercícios físicos, a musculatura é obrigada a consumir o LDL presente no organismo. Mais do que isso, a redução dos níveis de gordura do corpo não é resultante apenas da queima de calorias. "Os exercícios reduzem o LDL colesterol em torno de 25%, e aumentam o HDL colesterol em torno de 15%, para indivíduos com baixo HDL-C, e até 30% para os indivíduos com HDL-C maior que 40 mg/dl", ressalta o especialista.

Os melhores exercícios:

Segundo o médico, os exercícios aeróbicos, realizados acima de 40 minutos ininterruptos, são, aparentemente, aqueles que têm melhor dose-resposta. Eles transformam glicose em energia a partir do consumo de oxigênio, melhoram o fluxo sanguíneo e, assim, evitam o acúmulo de gordura nas artérias. Também é importante que a frequência seja entre quatro a cinco vezes por semana.

Porém, é preciso ter cautela. Algumas pesquisas mostraram que o nível de HDL colesterol aumenta pouco para quem já pratica atividades há algum tempo, e que o nível de LDL colesterol reduz apenas 10% a longo prazo. Além disso, que nunca praticou nenhum tipo de esporte deve ter cuidado e começar com o exercício de pouco impacto.

"Quando a desordem de gordura sanguínea é originada em um fator genético, e as dietas e os exercícios não são capazes de melhorar os níveis do colesterol, então é necessária a indicação de tratamento medicamentoso", alerta o Dr. Werutsky.

Níveis de colesterol total recomendados:


Autor: Imprensa
Fonte: ABRAN


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535