.
 

Melhorando o colesterol Abreu e Lima, Pernambuco

Aprenda a reduzir o colesterol. O nutrólogo Carlos Alberto Werutsky comenta sobre os melhores exercícios para combater as altas taxas."Com o estímulo dos exercícios físicos, a musculatura é obrigada a consumir o LDL presente no organismo", ele explica.

Mauricio de Souza Melo
813-4373
Rua do Cajueiro 216
Paulista, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Silvana Maria Daconti
813-4322
Av Doutor Jose Augusto Moreira 679
Olinda, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Alexandre Augusto Paredes Selva
330-2204
R. Francisco Alves 887
Recife, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Darci Alcoforado Quirino
(81) 3221-1803
Rua Senador Jose Henrique 44
Recife, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Antonio Jose L Cadete
322-2704
R. das Creoulas 94
Recife, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Luiz Carlos dos Santos
813-4310
Av Doutor Jose Augusto Moreira 679
Olinda, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Ana Claudia Maria da Silva Longo
342-9994
Av. Presidente Getulio Vargas 1672
Olinda, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Railton Bezerra de Melo
813-2220
R Jornalista Paulo Bittencourt 61
Recife, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Rivanio de Figueiredo Souza
(81) 3423-7080
Rua das Creolas 179
Recife, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Afonso Barreto Filho
212-9120
Av. Visconde de Jequitinhonha 1144
Recife, Pernambuco
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Melhorando o colesterol

Fornecido por: 



13/10/2009

Atividade física é aliada do bom colesterol

Médico nutrólogo aponta quais os melhores exercícios para controlar a doença

Além da alimentação, a prática de atividades físicas também é importante para controlar os níveis de colesterol no sangue. Os exercícios contribuem para elevar as taxas de HDL-C, evitam o acúmulo de gordura nas artérias, e reduzem o risco de infartos. "As atividades estimulam a ação da LPL (lípase lipoprotéica), enzima responsável pela 'limpeza' da gordura sanguínea, e auxiliam na queima do LDL-C", explica o Dr. Carlos Alberto Werutsky, médico nutrólogo e diretor da ABRAN.

Com o estímulo dos exercícios físicos, a musculatura é obrigada a consumir o LDL presente no organismo. Mais do que isso, a redução dos níveis de gordura do corpo não é resultante apenas da queima de calorias. "Os exercícios reduzem o LDL colesterol em torno de 25%, e aumentam o HDL colesterol em torno de 15%, para indivíduos com baixo HDL-C, e até 30% para os indivíduos com HDL-C maior que 40 mg/dl", ressalta o especialista.

Os melhores exercícios:

Segundo o médico, os exercícios aeróbicos, realizados acima de 40 minutos ininterruptos, são, aparentemente, aqueles que têm melhor dose-resposta. Eles transformam glicose em energia a partir do consumo de oxigênio, melhoram o fluxo sanguíneo e, assim, evitam o acúmulo de gordura nas artérias. Também é importante que a frequência seja entre quatro a cinco vezes por semana.

Porém, é preciso ter cautela. Algumas pesquisas mostraram que o nível de HDL colesterol aumenta pouco para quem já pratica atividades há algum tempo, e que o nível de LDL colesterol reduz apenas 10% a longo prazo. Além disso, que nunca praticou nenhum tipo de esporte deve ter cuidado e começar com o exercício de pouco impacto.

"Quando a desordem de gordura sanguínea é originada em um fator genético, e as dietas e os exercícios não são capazes de melhorar os níveis do colesterol, então é necessária a indicação de tratamento medicamentoso", alerta o Dr. Werutsky.

Níveis de colesterol total recomendados:


Autor: Imprensa
Fonte: ABRAN


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535