.
 

Lentes de contato vencidas podem levar à cegueira Luís Correia PI

Saiba quais são os principais cuidados necessários com as lentes de contato para evitar a cegueira. O oftalmologista Eduardo Rocha ensina como evitar a contaminação de fungos e bactérias nocivas a saúde ocular. Confira também, qual é a data de validade das lentes.

Lucia Maria Machado Rego
863-2225
R Primeiro de Maio 1066
Teresina, Piauí
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Lucia Maria de Miranda Adad
(86) 221-8240
R Governador Raimundo Artur de Vasconcelos 616 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Carla Soares Fortes
(86) 3221-6050
R Olavo Bilac 2300 - Ambulatorio H Sao Marcos
Teresina, Piauí
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Implantes Dentais / Odontologia / Teresina
(86) 3217-3215
Rua Pires de Castro 260 - Sala 203 - Ed. Dergin
Teresina, Piauí
Especialidade
Implantes Dentarios

Multclinn Fonoaudiologia Psicologia
0(86) 3081 0567
rua bejamin constant 1367 centro
teresina, Piauí
Especialidade
fonoaudiologia e psicologia

Benedita Andrade Leal de Abreu
R Desembargador Pires de Castro 489 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Joaquim Vaz Parente - Clam
233-2721
Av Dom Severino 1410
Teresina, Piauí
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Ana Paula de Sousa Pereira
086 9947-8208
Rua Prof. alda Neiva 4781 Dirceu II
Teresina, Piauí
Especialidade
Fisioterapia

Dr. Anatole Santos de Almeida Borges
(86) 8845-0070
Rua Magalhães Filho, 768. Centro/Sul. Teresina-PI
Teresina, Piauí
Especialidade
Reprodução Humana/ Ginecologia

Dados Divulgados por

Lentes de contato vencidas podem levar à cegueira

Fornecido por: 



08/07/2009

Lentes de contato vencidas podem até levar à cegueira

Os usuários de lentes de contato devem ficar atentos ao tempo de vida útil do produto para evitar desconfortos à visão

Lentes de contato têm prazo de validade. O uso persistente do produto após o vencimento pode infeccionar a córnea ou até levar à cegueira nos casos mais extremos. Segundo o especialista em doenças externas do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), o oftalmologista Eduardo Rocha, os usuários de lentes de contato devem ficar atentos ao tempo de vida útil do produto para evitar desconfortos à visão.

Normalmente o olho do usuário sinaliza quando as lentes de contato começam a agredi-lo e é hora de fazer a revisão. Mas independente dos sinais, é prudente, para quem usa lentes, visitar o oftalmologista a cada seis meses. "Quando as lentes passam do prazo, o olho começa a reagir, apresentando coceira, vermelhidão e desconforto na córnea. Se o usuário insistir em usar o produto, pode sofrer uma hipersensibilidade do olho ao uso de lentes de contato ou evoluir para uma infecção severa na córnea", alerta o especialista.

Tipos - O tempo de validade de cada produto varia de acordo com o tipo de lente utilizada pelo paciente. As lentes podem ser classificadas em dois grupos: gelatinosas e rígidas. "As gelatinosas são as mais simples, produzidas em larga escala e confortáveis. Mas em contrapartida são as menos duráveis e, por apresentarem grande quantidade de água em sua fórmula, propiciam um ambiente ideal para a proliferação de microrganismos. As gelatinosas podem ser descartáveis (com duração limitada a um mês, em média) ou de uso prolongado (normalmente duram um ano e são feitas sob medida)", explica Eduardo Rocha.

As lentes do tipo rígida, por sua vez, são feitas à base de polimetil metacrilato, uma espécie de plástico que permite a oxigenação da córnea. "As lentes tóricas rígidas, como são chamadas, são muito específicas e, por isso, feitas exclusivamente sob encomenda. São um pouco mais desconfortáveis do que as gelatinosas, mas, em compensação, duram quase dois anos e são menos propícias ao aparecimento de fungos e bactérias", compara o oftalmologista.

Duração - Eduardo Rocha explica que a duração do par de lentes está diretamente relacionada ao estilo de vida do usuário. "A validade das lentes de contato depende da quantidade de vezes e o tempo que o usuário as utiliza, bem como do ambiente em que está inserido enquanto as usa e da higi...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535