.
 

Identifique os sintomas da apneia do sono Barbalha CE

Conheça os sintomas da apneia. Ângela Munhoz, especialista em distúrbios respiratórios obstrutivos do sono, descreve o grupo de risco da doença. Entena também como é feito o diagnóstico desse distúrbio.

Irene de Castro Maia Nogueira
Av Antonio Sales 2933
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Luciana Maria Caccavo Miguel
(85) 9995-3903
Visconde de Maua 556
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Maria do Socorro Silveira Magalhaes
Rua Pe Luis Figueira 550
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Mirtene Faco Jesuino
3227-8017
Av Pontes Vieira 1455
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Ivan Nobre Rabelo
Av Oliveira Paiva. 1976
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Marilia Pereira Nogueira
3246-6477
R Coronel Alves Teixeira 1355
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Maria Lucia Martins de Aragao
3244-2527
R Cel Juca 1367
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Alzira Guerra Saldanha
3264-2111
R Padre Valdevino 2160
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Eliane Simone Costa C Aragao
3246-8719
Av Barao de Studart 2500
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Glauceneide de Barros Figueiredo
3226-1896
R Barao do Rio Branco 1736
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Identifique os sintomas da apneia do sono

Fornecido por: 



30/04/2009

Apneia do sono atinge 24% dos homens na fase adulta

As mulheres também são vítimas: cerca de 15% após os 45 anos apresentam o problema

Cansaço, falta de concentração no trabalho e para resolver as tarefas do dia-a-dia. Essas são apenas algumas das dificuldades pelas quais passam as pessoas que sofrem com doenças do sono. Uma das mais graves é a apneia obstrutiva do sono, que ocorre quando os músculos da garganta relaxam e bloqueiam totalmente a passagem, impedindo o ar de entrar nos pulmões. “A apneia pode ser definida como uma parada respiratória por períodos de 10 segundos ou mais e que pode trazer consequências sérias para a saúde”, explica a dentista Ângela Munhoz da Rocha, que trata Distúrbios Respiratórios Obstrutivos do Sono.

De acordo com a Dra. Ângela Munhoz da Rocha, cerca de 24% dos homens acima dos 30 anos e 15% das mulheres após os 45 anos apresentam apneias. Os sintomas mais comuns são ronco, sonolência diurna, engasgos durante o sono, cansaço e ansiedade.

Para o problema ser identificado, o primeiro passo é fazer uma Polissonografia, que avalia as diversas fases do sono. Depois desse exame, o paciente é encaminhado para o tratamento, que pode ser o uso de uma placa intraoral, recomendada para controle de apneias leves, moderadas e ronco.

A especialista explica que o melhor tipo de placa são as produzidas com material termoplástico, que se adaptam à boca e, por isso, são mais cômodas. “Esse tipo de placa leva a mandíbula para frente e, gradativamente, move as estruturas da garganta. Isso deixa a passagem de ar desbloqueada, mesmo em fases de maior relaxamento, como acontece durante o sono”, explica. Os sintomas que podem indicar uma possível apneia do sono são:

  • Ansiedade;
  • Ronco frequente e alto;
  • Pausas na respiração durante o sono;
  • Sonolência diurna;
  • Irritabilidade ou mudança de humor;
  • Obesidade ou aumento de peso;
  • Engasgos durante o sono ou acordar engasgando;
  • Hipertensão;
  • Acordar cansado;
  • Problemas de memória e concentração;
  • Dores de cabeça ao acordar;
  • Sono fragmentado;
  • Cochilos frequentes.

Serviço: Mais informações no site www.roncoeodontologia.com.br .


Autor:
Fonte: Expressa Comunicação


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535