.
 

Identificando o comprador compulsivo Itaporanga d'Ajuda SE

Conheça o perfil do consumidor compulsivo. Saiba como lidar com o problema. Leonardo Gama Filho explica os aspectos do distúrbio psicológico chamado oniomania.

Daveiro, Rosângela M
(79) 3211-5334
r Cel Stanley Silveira, 319 ss 13, São José
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Climep Clínica Psicológica Dra. Ana Maria Leão
(79) 3214-3457
r Propriá, 416, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Clínica Psicológica de Sergipe Ltda
(79) 3246-3455
r Guilhermino Resende, 56, São José
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Psic-Clínica de Psicologia
(79) 3214-3457
r Propriá, 416, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Centro de Psicologia Laura Cecília
(79) 3214-0186
pça Tobias Barreto, 510 s 1011, São José
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
CAPS-Centro de Atenção Psicosocial
(79) 3179-4620
r Firmino Fontes, s/n, Atalaia
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Nucleo de Asssitencia psicologica
(79) 3246-0252
r Riachuelo, 1188, São José
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Cybele Ramalho Psicologa Clínica
(79) 3214-4360
pça Bandeira, 465 Sl 407, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Brito, Jeremias R
(79) 3214-3532
pça Tobias Barreto, 510 s 1015, São José
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Consultório Dr Maria Teresa Azevedo Barreto
(79) 3224-2235
av Gonçalo Prado Rolemberg, 211 s 203, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Identificando o comprador compulsivo

Fornecido por: 



06/10/2009

Oniomania: a compulsão por comprar

Compulsão por fazer compras afeta cerca de 3% da população

Quando a compulsão por comprar se apresenta de forma severa, ela se torna uma doença psicológica chamada Oniomania. O transtorno, caracterizado pelo descontrole dos impulsos, atinge cerca de 3% da população. Os portadores da Oniomania, também conhecidos como shopaholics ou consumidores compulsivos, frequentemente não conseguem resistir à tentação de comprar. Chegam a não pagar contas essenciais para gastar com supérfluos. A gratificação e a satisfação obtidas através da compra não os permitem avaliar a possibilidade de futuros prejuízos.

Entre os comportamentos mais comuns dos shopaholics estão esconder as compras da família ou do parceiro; mentir sobre a quantidade verdadeira de dinheiro gasto em compras; gastar em resposta a sentimentos negativos como depressão ou tédio; sentir euforia ou ansiedade durante a realização das compras; culpa, vergonha ou auto-depreciação como resultado das compras; se dedicar muito tempo fazendo “malabarismos” com as contas ou com as dívidas para acomodar os gastos; além de uma atração incontrolável por cartões de créditos e cheques especiais. Uma pessoa só é considerada um consumidor compulsivo se é incapaz de controlar o desejo de comprar e quando os gastos frequentes e excessivos interferem de modo importante em vários aspectos de sua vida. Antes de cometer o ato do qual não tem controle, é comum que o consumidor compulsivo apresente ansiedade e/ou excitação. Já durante a execução do ato, experimenta sensações de prazer e gratificação. E quando, por algum motivo, são impedidos de comprar, os pacientes costumam relatar sensações como angústia, frustração e irritabilidade. A maioria apresenta culpa, vergonha ou algum tipo de remorso ao término do ato. As compras compulsivas podem levar a sérios problemas psicológicos, ocupacionais, financeiros e familiares que incluem a depressão, enormes dívidas e graves problemas nas relações amorosas. Vários estudos revelaram que a idade e a situação econômica são os principais fatores de risco para o desenvolvimento desse transtorno. Os investigadores descobriram um percentual mais elevado em jovens que ganham menos em relação aos indivíduos mais velhos e em melhor situação econômica.

O comprador compulsivo consome pelo prazer de consumir e não pela real necessidade do objeto, e compra mais produtos relacionados à a...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535