.
 

Ginecologista Rio Branco, Acre

Esta página disponibiliza informações sobre o grande número de mulheres que ocupam cargos de responsabilidade dentro de empresas, suas grandes jornadas de trabalho, o cansaço das mulheres nas tarefas diárias e uma lista de empresas e profissionais especia

Jose Ribamar Costa
(68) 3224-4800
R Francisco Mangabeira 72 - Galeria Wilianaem a UNIMED
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Maria Silvana Furtado Viana
(68) 224-4745
Rua Quintino Bocaiuva 213
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Euracy de Souza Bonner
(06) 8224-7844
Rua Major Salinas 62 - Uniclinica 62
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
George Umeoka
Rua Pernambuco 349
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Jose Ribamar Costa
(68) 3224-4800
R Francisco Mangabeira 72 - Galeria Wilianaem a UNIMED
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Anacris Clinica Medica Ltda.
(68) 3223-3582
R Henrique Dias 77
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Elaine Azevedo Soares
(68) 3224-3491
Av Av Getulio Vargas 1227
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Assuéro César de Carvalho Rêgo
(68) 9229-9706
Santa Casa de Misericórdia do Acre Rua Alvorada 198 - Sala 12
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
George Umeoka
Rua Pernambuco 349
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Maria Silvana Furtado Viana
(68) 224-4745
Rua Quintino Bocaiuva 213
Rio Branco, Acre
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

A mulher do Século XXI: o preço do sucesso

Fornecido por: 

     
 
Especialistas da Paraná Clinicas decifram os principais problemas enfrentados pelas mulheres que se dedicam exaustivamente ao trabalho e dão dicas especiais para que elas superem os obstáculos e levem uma vida saudável

Cada vez mais atuantes e ocupando cargos importantes no mercado de trabalho, as mulheres provocaram uma mudança radical no perfil dos mais variados segmentos profissionais. Paralelamente às alterações, elas começaram a sofrer, de forma mais acentuada, com diversos problemas relacionados ao estresse e à rotina cansativa de trabalho.

 De acordo com o ginecologista da Paraná Clínicas, André de Paula Branco, é muito comum dizermos que as mulheres trabalham tanto quanto os homens, porém, esta não é uma verdade completa. “Além de enfrentarem jornadas de trabalho tão longas e cansativas quanto à dos homens, as mulheres somam outras funções que, na maioria das vezes, os homens não exercem, como, por exemplo, às tarefas de gerência e organização do lar e cuidados maternais. Embora a participação masculina esteja sendo cada vez mais ativa nesse contexto, a mulher é ainda a grande ‘escolhida’ para essas incumbências”, explica.

 Para o especialista, essa soma de atividades acaba colocando as mulheres em um grupo de risco para os mais variados problemas de saúde. “O excesso de trabalho acarreta em distúrbios de ordens psicológicas e orgânicas, entre eles podemos citar os problemas hormonais, cardiovasculares, articulares, dermatológicos, ginecológicos e psicológicos”. Além disso, ele conta que o profissional ginecologista se tornou um grande confidente das mulheres, uma vez que são os distúrbios ginecológicos que denotam, inicialmente, o desequilíbrio orgânico causado por esta rotina. “Em princípio as mulheres não conseguem ou não querem relacionar suas queixas com o excesso de trabalho, porém, frequentemente procuram atendimento com queixas de fadiga, dores pelo corpo, nervosismo, depressão, falta de paciência, insônia, tristeza, choro fácil, diminuição ou ausência de desejo sexual, palpitações e alterações intestinais e urinárias”.

 Como se não bastassem os distúrbios gerados pelo excesso de atividades, as mulheres convivem, também, com etapas distintas de seu desenvolvimento psico-orgânico e com alguns complicadores originados durante estes períodos. “No período menstrual, as mulheres sofrem, por exemplo, com as cólicas, retenções ...

Clique aqui para ler este artigo em SIS Saude

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535