.
 

Fisiologista Aquiraz CE

Esta página disponibiliza informações sobre atividade física, exercício físico, diabetes, prevenção e tratamento do diabetes e uma lista de empresas e profissionais especializados no assunto na cidade de Aquiraz. Encontre abaixo empresas e profissionais da região de Aquiraz que oferecem diversos produtos e serviços relacionados e ainda esclareça suas dúvidas sobre insulina, fisiologia do sistema endócrino, prevenção e tratamento de Hipertensão Arterial e do Diabetes Mellitus tipo 1.

Ana Maria Machado Melo
Av Jovita Feitosa 2441
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Sonia Maria Almeida Andrade
3281-8348
Av Jovita Feitosa 645
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Lucy Mary Carvalho de Lima
(85) 3246-3374
R Tomas Acioli 600
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Jefferson Lemos Catunda
(85) 9123-2722
Atendimento a domicílio
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Fisioterapia

Dados Divulgados por
Antonio Wagner M. de Paiva
Rua Goncalves Ledo 679
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Thaise Cavalcante - TERAPEUTA OCUPACIONAL -
(85) 3234-0529
Av. Santos Dumont 5753. Sala 702 Torre Saúde. Complexo São Mateus
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Claudia Gibson Martins Daltro Barreto
Av Santos Dumont 6870 - Ap 104 Bl.2
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Maria valdizia dos Santos Bispo Valdizia bispo
3253 3337
Av. Antonio Sales60 Joaquim Tavora
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Fisioterapia

Dados Divulgados por
Antonio de Sousa Bezerra
Av Antonio Sales 681
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Raquel Fiterman Lima
(85) 3251-1659
Av Av Oliveira Paivar. 1976
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Física e Reabilitação

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Atividade física e diabetes

Fornecido por: 

     
 
Atividade física, prevenção e tratamento de diabetes têm muito em comum

Quando praticamos uma atividade física um dos processos que ocorrem é a utilização do açúcar disponível no corpo – a glicose – como fonte de energia para os músculos. Este mecanismo necessita de um hormônio produzido pelo pâncreas chamado insulina. Quando há uma deficiência de insulina no corpo e um aumento acima do normal de glicose no sangue, ocorre o tão conhecido diabetes.

Atividade física, prevenção e tratamento de diabetes têm muito em comum, como explica o Dr. Pablius Braga, do Centro de Medicina do Exercício e do Esporte, do Hospital 9 de Julho.

O diabetes é considerado uma doença crônica, ou seja, de longa duração e relacionada, em boa parte, com bons hábitos alimentares e uma dieta bem personalizada pobre em açúcares e gorduras. Não chega a ser uma novidade, isto porque a dieta proposta para pessoas com diabetes é muito usada por pessoas que querem apenas emagrecer e não apresentam risco para desenvolver a doença. Ou seja, pelo cuidado e prevenção de obesidade.

A curto prazo, o exercício regula a quantidade de açúcar no sangue, já que os músculos consomem mais este carboidrato. Esse efeito pode se prolongar por horas, ou até mesmo dias, depois do exercício. Assim, o exercício aumenta a sensibilidade à insulina e também à captação de açúcar pelo músculo. A insulina é o hormônio responsável pela redução da taxa de glicose no sangue. A longo prazo ocorre a diminuição da gordura corporal, além do aumento da concentração de HDL-colesterol (também chamado de colesterol bom) e diminuição de LDL-colesterol (ou colesterol ruim). Também ocorrem a diminuição da pressão arterial, melhora no funcionamento cardiovascular, aumento de massa muscular e, como resultado, melhora da qualidade de vida. Muitos benefícios que vão além da condição diabética.

Claro que esse processo deve estar associado a estratégias para monitorar e controlar a glicemia, principalmente nos casos de diabetes 1, o que geralmente se apresenta na criança e ocorre por uma deficiência na produção de insulina. “O uso frequente de técnicas de auto-monitoração glicêmica e a implantação de insulinoterapia intensificada permitem ao portador de diabetes do tipo 1 desenvolver estratégias e ajustes no consumo de carboidratos e doses d...

Clique aqui para ler este artigo em SIS Saude

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535