.
 

Falta de minerais no organismo prejudica o emagrecimento Aquiraz CE

Entenda a importância da suplementação vitamínica. O geriatra Eduardo de Azevedo explica a relação da falta de minerais com a dificuldade de emagrecer. Entenda as deficiências que diminuem a atividade metabólica.

Dezessete de Abril Adm e Serv Ltda
(71) 245-2522
av Ademar de Barros, 408, lj 1, Ondina
Salvador, Bahia
 
Cronotec Cronometragem Computadorizada Ltda
(193) 849-6565
r Natalino Spiandorelli, 40, Bela Vista
Valinhos, São Paulo
 
Tapetao Futebol e Squash
(353) 521-5949
av Expedicionarios, 950, Centro
Passos, Minas Gerais
 
Cirene Melo
(553) 312-3426
av Brasil, 622, sl 14, Boa Esperança, Santo Ângelo
Santo Angelo, Rio Grande do Sul
 
Bontur SA Bondinhos Aéreos
(47) 360-0274
r Normando Tetesco, 1355, Balneário de Camboriú
Balneário Camboriú, Santa Catarina
 
Ashtanga Yoga Estúdio
(113) 868-4465
r Ministro Godói, 725, Perdizes
São Paulo, São Paulo
 
Assoc Yoga Bahia
(71) 357-3159
r Professor Bezerra Lopes, 26, Acupe
Salvador, Bahia
 
Gil Representacoes
(114) 022-3845
estr M Cangui, 1000
Itu, São Paulo
 
Fed de Yoga do Estado de Minas Gerais
(313) 225-4330
r Contorno, 6399, Palmares
Belo Horizonte, Minas Gerais
 
Assist Tec Venda AP para Ginástica
(313) 333-6206
r Sen L Bitencourt, 108
Contagem, Minas Gerais
 

Falta de minerais no organismo prejudica o emagrecimento

Fornecido por: 



21/08/2009

05 principais dúvidas sobre suplementação vitamínica

Independentemente de você se exercitar e ter uma alimentação saudável, quando faltam determinados minerais no seu organismo, o seu metabolismo fica mais lento e você não emagrece

Aproximadamente um terço da população mundial convive, hoje, com algum tipo de deficiência nutricional. O problema é serio. A escassez de vitaminas e minerais pode provocar inúmeros males, em curto e longo prazo: de anemia, fadiga, cáries, perda de concentração até maior suscetibilidade a infecções, arritmias cardíacas, depressão, osteoporose, hipertensão e câncer. Mas o que fazer para evitar esses problemas e garantir qualidade de vida ao longo dos anos?

Â?Para se ter uma idéia, apenas três das 26 substâncias "sine qua non" para a sustentação da vida, são Â?fabricadas espontaneamenteÂ? pelo organismo e, ainda assim,  em quantidades inferiores ao que necessitamos. O restante deve ser buscado na natureza, por meio de uma dieta variadaÂ?, afirma o geriatra Eduardo Gomes de Azevedo, diretor da rede de Clínicas Anna Aslan. Na entrevista a seguir, o médico, que é adepto da terapia ortomolecular, esclarece as principais dúvidas sobre a suplementação vitamínica:

1) Da vitamina A ao zinco, nacionais e importados, suplementos com vitaminas e minerais fazem parte do cotidiano de milhões de pessoas em todo o planeta. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos um terço da população global toma esses complexos diariamente. Só nos Estados Unidos existem 29 mil marcas à venda. Lá, como no Brasil, porém, pouco se sabe sobre o funcionamento ou a necessidade desses micronutrientes. Quando é necessário fazer a suplementação vitamínica?

Eduardo Gomes de Azevedo - É preciso ter muito cuidado com as vitaminas. As lipossolúveis Â? solúveis em gordura: A, D, E, K Â? se depositam no organismo, ao contrário das solúveis em água Â? como as do complexo B e C Â? que são eliminadas na urina. Doses altas dos dois tipos são capazes de intoxicar o organismo e os sintomas são muito parecidos com os da deficiência desses micronutrientes. A melhor medida é procurar orientação antes de tomar qualquer vitamina, elas só devem ser incorporadas à dieta, a partir de uma indicação médica e em quantidades adequadas. Doses exageradas podem causar danos sérios, como sangramentos e distúrbios neurológicos.

2) Quem precisa mais de suplementação vitamínica durante a vida adulta: homens ou mulheres?

Eduardo Gomes de Aze...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535