.
 

Evite a intoxicação alimentar no verão Arapiraca, Alagoas

Saiba como evitar a intoxicação alimentar durante a temporada de verão. "O queijo quente, maionese e frutos do mar são os principais vilões da estação", diz o autor. Conheça as recomendações para manter a boa forma.

Suênia Personal Trainer
(82) 9664-0951
Sebastião Ribeiro Barbosa 88 sta Esmeralda
Arapiraca, Alagoas
 
Academia Ativa
(82) 3371-9286
av Muniz Falcão, 105 D Barro Duro
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Ativação
(82) 3032-1108
av Menino Marcelo, 7590 A
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Feminina Nina rosa
(82) 3235-1874
r Valfrido Jerônimo rocha, 183 Jatiúca
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Corpo a Corpo
(82) 3320-6531
r 64 - Cj Castelo BRanco, 4 Jacintinho
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Cena
(82) 3241-1886
r roberto Simonsen, 435 Gruta de Lourdes
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Aquatica
(82) 3231-8908
r Pref Abdon Arroxelas, 382 Ponta Verde
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Athletic Way Com de Equip para Ginástica e Fisiot Ltda
(82) 3328-9607
av Fernandes Lima, 3700 lj B270 Gruta de Lourdes
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
SS Frazão Com Ltda
(82) 3377-0303
av Júlio Marques Luz, 445 Jatiúca
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Celos
(82) 8849-8360
Av. Monte Castelo, N° 477 Vergel
Maceió, Alagoas
 
Dados Divulgados por

Evite a intoxicação alimentar no verão

Fornecido por: 



10/11/2009

Fuja da intoxicação alimentar no verão

Queijo quente, maionese e frutos do mar são os principais vilões da estação

Olha o espetinho de camarão! Vai um sanduba natural ai? Olha a melancia fresquinha! Quem consegue resistir a tantas tentações em pleno clima de verão? Durante as férias, deixamos de lado a rotina rígida mantida o ano inteiro e nos deliciamos com estas tentações, porém, se alguns alimentos já causam preocupação em outras estações, muitos quitutes e petiscos típicos do verão são os campeões dos surtos de doenças transmitidas por alimentos (DTA).

Causada por bactérias, vírus e algumas toxinas, a intoxicação alimentar é mais comum nas altas temperaturas e pode ocorrer tanto no processo de produção quanto de manuseio dos produtos, provocando a deteriorização dos alimentos. "As altas temperaturas e a falta de higiene durante o verão são as principais causas da contaminação e se não for tratada a tempo, esta infecção intestinal pode levar a morte", explica Antonio Carlos Lopes, clínico médico da Unifesp.

Eles podem ocorrer em qualquer época do ano e causar falta de apetite, náuseas, vômitos, diarreia, dores abdominais e febre, além da possibilidade de atingirem o fígado (hepatite A) e as terminações nervosas periféricas (botulismo). Há um registro médio de 665 surtos por ano no Brasil, com 13 mil doentes, de acordo com o Ministério da Saúde. Por isso, é importante ficar atento à alimentação.

Segundo a Secretaria de Vigilância em Saúde, mais de 117 mil brasileiros adoeceram e 64 morreram entre 1999 e agosto de 2008 por esse motivo. Um estudo realizado pelo Centro para Ciência no Interesse Público dos Estados Unidos, divulgado no blog Well, do jornal The New York Times, aponta o ovo cru, consumido principalmente na gemada, como um dos dez vilões mais perigosos da intoxicação alimentar.

Os cientistas explicam que tal resultado se dá pelo fato do ovo cru ser muito suscetível a contaminações por bactérias, como a salmonela, que podem levar à morte se não forem tratadas a tempo. Tais bactérias invadem o sistema imunológico das pacientes e alteram todo o funcionamento do organismo, em especial do intestino, fígado e rins, provocando dores fortes e náuseas. Segundo o estudo, entre os produtos que mais provocaram o problema estão ovos crus e mal cozidos (22,8%), carnes vermelhas (11,7%), sobremesas (10,9%), água (8,8%), leite e derivados (7,1%).

Principais Causas da Intoxicação ...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535