.
 

Estudando sobre o glaucoma Cuiabá, Mato Grosso

Pesquisa constata similaridade do glaucoma com outras doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson. "Essa não é simplesmente uma doença do olho, glaucoma é uma doença degenerativa", cita o autor. Confira os detalhes acerca desse estudo.

Naíra Domingos Sé
(65) 3322-2504
Rua Rua dos Líriosº 525
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Center Clin
(65) 3321-5658
r Br de Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Clínica Genus Ltda
(65) 3642-4742
av Aclimação, 508, Bsq da Saúde
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cecan
(65) 3623-7032
Pc Do Seminário, 141
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Audimet Auditoria em Saúde e Medicina do Trabalho
(65) 3321-8725
r Des José Mesquita, 303 Araés
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Eliane Solange de Souza Pires
(65) 3617-1688
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Clínica Médica Mady Ltda
(65) 3625-1491
r Manoel Ramos Lino, 223, Coophamil
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Ângela Cristina Fanzeres Monteiro Fortes
(65) 3621-1806
r Dr Clóvis Corrêa Costa, s/n c 201
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Center Med
(65) 3023-6666
r Gago Coutinho, 359
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Antônio M Silva
(65) 3321-4451
r Joaquim Murtinho, 940 Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Estudando sobre o glaucoma

Fornecido por: 



23/07/2009

Glaucoma: um novo entendimento

Especialistas afirmam similaridade com outras doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson

O Glaucoma é uma patologia crônica com inúmeras implicações à saúde humana. Suas variações correspondem a segunda causa de cegueira no mundo. Só nos Estados Unidos, estima-se um aumento significativo do número de novos casos, sobretudo devido ao aumento da expectativa de vida populacional (ALLOUCH et al., 2003; QUIGLEY, 1996).
  Dessa maneira, estudos que permitam a atualização sobre o entendimento da doença são válidos e desejados. O Glaucoma foi definido, inicialmente, como sendo uma elevada pressão dentro do olho, ocasionando a perda da visão (AYYALA, 2000). 
   Por muito tempo, os especialistas sabiam que havia falhas nessa definição. O que levou os cientistas a cogitarem sobre a falha dessa definição foi que muitas pessoas que apresentavam alta pressão intra-ocular nunca desenvolveram a doença, além do fato de que uma entre três pessoas que desenvolveram a doença não apresentavam pressão elevada no olho (JARET, 2009).
  Enquanto os pesquisadores tentavam resolver tais contradições, surgiu um novo paradigma para compreender o Glaucoma. Este não é simplesmente uma doença do olho, conforme afirmam, na atualidade, os especialistas na área; o Glaucoma é uma doença degenerativa, assim como o Alzheimer e a doença de Parkinson. Nesse contexto, o presente estudo visa fornecer subsídios para um novo entendimento da doença, possibilitando aos profissionais envolvidos uma necessária atualização de conceitos. Os dados aqui apresentados são recentes, baseados no artigo de Jaret (2009), veiculado no suplemento de saúde do New York Times desse mês.   Mudanças na definição
  Mesmo a definição oficial do Glaucoma, doença que responde por mais de oito milhões de casos de cegueira em todo o mundo, mudou. Atualmente, o diagnóstico é baseado em apenas dois fatores: danos visíveis ao nervo óptico, que vai da retina até a ligação entre o olho e o cérebro; e a perda da visão periférica, que pode ser medida por um simples teste no consultório médico.
  “A pressão intra-ocular ainda não foi encontrada na definição, o que indica o quanto esse campo tem mudado”, diz Dr. Stuart McKinnon, professor associado de oftalmologia e neurobiologia da Duke University School of Medicine. Os pesquisadores ainda consideram a alta pressão dentro do olho como um fator de risco para o G...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535