.
 

Estudando o transtorno do pânico Alcântara MA

Estudos constataram que o sentimento de angústia pode ter relação com doença coronariana. Entenda a relação do diagnóstico de transtorno do pânico com problemas cardíacos. "Um dos sintomas físicos que levam um paciente com pânico a buscar um pronto socorro é a dor no peito", destaca o autor.

Icem-Instituto de Cirurgia e Endoscopia
(98) 3232-3011
Rua dos Afogados 241
Sao Luis, Maranhão
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Raimundo João Costa Furtado
(98) 3245-0887
Avenida Jeronimo de Albuquerque 50 - Iii Conjunto
Sao Luis, Maranhão
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Icem-Instituto de Cirurgia e Endoscopia
(98) 3232-3011
Rua dos Afogados 241
Sao Luis, Maranhão
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Denilson Menezes Almeida
(98) 3216-7879
Carlos Cunha 2000 - Jaracaty
Sao Luis, Maranhão
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Estudando o transtorno do pânico

Fornecido por: 



04/12/2009

Transtorno do Pânico

Sentimento de angústia pode ter relação com doença coronariana

O Transtorno do Pânico é caracterizado pela ocorrência espontânea e inexplicável de ataques de pânico, que são períodos de intenso medo, podendo variar desde diversos ataques ao dia até poucos no curso de um ano. A expressão desse medo é manifestada por sintomas emocionais e físicos, tais como taquicardia, sudorese, falta de ar, medo de enlouquecer, perder o controle ou morrer. É também frequente que essas crises sejam acompanhadas por agorafobia, que é o temor de se encontrar sozinho em lugares dos quais seja difícil uma saída rápida, no caso da pessoa “passar mal”.

Um dos sintomas físicos que levam um paciente com pânico a buscar um Pronto Socorro é a dor no peito (dor torácica), reforçando ainda mais a idéia de que ele esteja tendo realmente um problema cardíaco grave, com a vida em risco, aumentando os níveis de ansiedade e contribuindo para o ataque de pânico.

Um estudo feito por Gastão Luiz Fonseca Soares Filho, psiquiatra e pesquisador do Laboratório de Pânico e Respiração do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mostrou a relação entre dor na região torácica e possíveis ligações com doenças coronarianas.

Embora tenha sido encontrada uma grande proporção de pacientes com Transtorno do Pânico sem Doença Arterial Coronariana, ainda assim é muito relevante o achado de que aproximadamente 26% dos pacientes com Transtorno de Pânico também tinha Doença Arterial Coronariana.

Isso quer dizer que, de rotina, a dor torácica deve ser sempre investigada com atenção, seja no Transtorno do Pânico ou não, buscando a identificação precoce de riscos orgânicos de ameaça à vida.


Autor: Imprensa
Fonte: O que eu tenho?


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535