.
 

Estudando as causas da perda temporária da visão Boa Vista, Roraima

Entenda as causas da perda transitória da visão. O autor descreve as implicações da amaurose fugaz. "A redução parcial ou total da visão pode indicar isquemias ou outros problemas circulatórios", ele alerta.

DR Aurino José da Silva
(95) 224-4748
av Bejamin Constant, 636, Centro
Boa Vista, Roraima
 
Rocha DR
(95) 624-1129
av Ville Roy, 122, e, Centro
Boa Vista, Roraima
 
Iate Clube Boa Vista
(95) 623-4309
r Deuzita Mutran Paracat, 100
Boa Vista, Roraima
 
Dra Zara Fátima Botelho de Oliveira
(95) 224-7999
r Araújo Fl, 659, Centro
Boa Vista, Roraima
 
Fed Roraimense Basketball
(95) 224-1451
av Ville Roy W e SL Frb
Boa Vista, Roraima
 
Clube Oficiais 6 Bec
(95) 623-8996
av Cap e Arcez SN
Boa Vista, Roraima
 
Fernando José Martins Ferreira
(95) 224-1433
r Barreto Leite, 46, Centro
Boa Vista, Roraima
 
Centro Psicoterapico Lotti Iris
(95) 224-0104
r Barreto Leite, 46, Centro
Boa Vista, Roraima
 
Luiz Renerys Lima Pinheiro
(95) 224-8437
tv Expedicionarios, 79, Centro
Boa Vista, Roraima
 
DR Ferrer Alessandro
(95) 625-5901
r Clínica São Mateus
Boa Vista, Roraima
 

Estudando as causas da perda temporária da visão

Fornecido por: 



07/10/2009

Perda transitória da visão

Leia sobre a definição, causa e o tratamento

Definição

É a redução parcial ou total da visão – de um ou de ambos os olhos – por um tempo geralmente menor que 30 minutos. A perda transitória da visão, cujo nome científico é “Amaurose Fugaz”, normalmente ocorre de forma súbita.

Causa

É decorrente de problemas circulatórios envolvendo a retina, o nervo óptico ou o cór-tex occipital (a região do cérebro responsável pela visão). Entre eles, destacam-se:

Isquemia de retina – a retina pode sofrer isquemia (interrupção da circulação sanguí-nea em determinada parte do corpo), causada pela constrição ou bloqueio arterial mo-tivada por um êmbolo (geralmente, um pequeno coágulo), originário do coração ou das artérias carótidas (aquelas que levam sangue ao cérebro). Esse coágulo se solta e trafega até os vasos daquela estrutura ocular, obstruindo-os temporariamente. Nesse caso, a pessoa nota uma perda súbita de visão em apenas um dos olhos, manifestada em geral na forma de uma “cortina” que desce ou que sobe, ocluindo totalmente a visão daquele olho, ou deixando desimpedida apenas uma área de seu campo visual. O episódio dura pouco tempo – habitualmente, cerca de 2 minutos – e, quando cessa, a visão volta como desapareceu, ou seja, de imediato.

Comprometimento das artérias da retina e do nervo óptico – o comprometimento des-ses vasos pode levar a um infarto – ou seja, à morte de tecidos – da retina ou do ner-vo óptico, e a perda transitória da visão pode indicar a possibilidade de que esse infar-to ocorra a qualquer momento. Inúmeros tipos de vasculite (inflamação em vasos) são capazes de ocasionar o infarto da retina e do nervo óptico, mas talvez a mais impor-tante seja uma que acomete pessoas idosas, denominada arterite temporal (porque muitas vezes ocorre na artéria da têmpora, causando dor de cabeça e vários outros sintomas). A arterite temporal pode ter conseqüências desastrosas para a visão.

Comprometimento circulatório do córtex occipital – quando a irrigação sanguínea fica prejudicada nessa região do cérebro, a perda transitória da visão afeta ambos os o-lhos. Se ela ocorre em pessoas jovens, acompanhada de cintilações na visão com du-ração longa (em geral, de 15 a 30 minutos) e é seguida de dor de cabeça, o mais pro-vável é que se trate de uma enxaqueca oft&aacut...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535