.
 

Equilibre as suas emoções e perca peso Aquiraz CE

Entenda como as emoções podem interferir no sucesso da sua dieta alimentar. Lygya Maya descreve cinco passos para equilibrar o seu humor. "Reconheça que comer 'emocionalmente' é um hábito nocivo à saúde e você precisa cuidar disso com seriedade", ela recomenda.

Magic Soccer Futebol Indoor
(323) 215-0228
r Bernardo Mascarenhas, 1072, Mariano Procópio
Juiz de Fora, Minas Gerais
 
Bloco Caveira
(82) 325-6969
r Doná Constança de Goes Monteiro, 1651, sl 102, Poço
Maceió, Alagoas
 
Ginasio Municipal Esportes
(15) 278-1633
r J F Carval, 221
Pilar do Sul, São Paulo
 
Satelle Esporte Clube
(12) 262-5533
av A P Barros,dr, Campos do Jordão
Campos do Jordao, São Paulo
 
F1 Kart In Door
(63) 815-3511
av Bernardo Sayão, 870
Araguaína, Tocantins
 
Kart Mania
(41) 252-0293
r Colombo, 49, Juveve
Curitiba, Paraná
 
Luciana MB Mello
(41) 332-0896
r Professor Rubens Elke Braga, 242, Parolin
Curitiba, Paraná
 
Lob Academia de Tênis
(212) 225-0329
r Stefan Zweig, 290, Laranjeiras
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Raw Esportes Comercial e Estacionamento Ltda
(113) 277-3677
r Almeida Torres, 57, Liberdade
São Paulo, São Paulo
 
Bloco Crocodilo
(86) 233-5888
av Humberto Castelo Branco, 681
Teresina, Piauí
 

Equilibre as suas emoções e perca peso

Fornecido por: 



09/12/2009

Cinco dicas para acabar com a droga mais usada pelas mulheres

A comida vem sendo usada por muitos anos como uma distração para suplantar sentimentos desconfortáveis

A comida vem sendo usada por muitos anos como uma distração para suplantar sentimentos desconfortáveis. Ao invés de ser usada para nutrir o corpo com vitaminas e minerais necessários à sobrevivência, tornou-se um vício dificílimo de combater. Por isso a chamo de a “droga” mais popular do planeta. Ficamos viciados no prazer em comer e por isso comemos mais do que precisamos. Além de nutrir, a comida passou a ter duas outras funções:

1. Evitar sentimentos como depressão, tristeza, raiva, frustração etc.

2. Dar-nos prazer através da ingestão de doces, salgadinhos deliciosos, chocolates etc.

Podemos chamar isto de “orgasmo emocional”. É muito comum as mulheres comerem mesmo sem fome, enquanto jogam conversa fora ou assistem TV para se distrair. O prazer é o que impulsiona a engordar sem perceber.

Este processo nos mantém em um nível mental e emocional superficial, o que nos enfraquece em relação ao nosso poder de controle perante a realidade, que é muitas vezes cruel, mas necessária para aprendermos a lidar com a solidão, rejeição, paixão frustrada, falta de sexo ou de reconhecimento profissional, apenas para citar alguns exemplos.

Aqui vão cinco dicas para que esse vício seja combatido com “unhas e dentes”:

∗ RECONHEÇA que comer “emocionalmente” é um hábito nocivo à saúde e que você precisa cuidar disto com seriedade. Como? Lendo livros e artigos sobre o assunto, perguntando a pessoas que estão de bem com a vida em todos os aspectos, procurando profissionais que lidam com terapias alternativas e emoções. Você irá reconhecer que NÃO é necessário comer da maneira que pensa que precisa, para “distrair” sua dor emocional.

∗ PARE, RESPIRE FUNDO E PENSE! Quando der vontade de comer, pense no que é melhor: comer para melhorar sua saúde ou fazer algo nocivo a ela?

∗ GERENCIE o tipo de alimento que ingere e prove a si mesma que pode lidar com sentimentos indesejáveis de uma maneira positiva.

∗ COMPRE somente alimentos naturais e saudáveis. Quando for ao supermercado, habitue-se a ler os ingredientes que compõe cada alimento e encha o carrinho de produtos nutritivos, eliminando a possibilidade levar comidas nocivas e fáceis de serem ingeridas para casa. Ao levar alimentos prejudiciais, a “viciada” sabota-se e apanha o primeiro bolo que vê na dispensa, para obter prazer quando está na fiss...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535