.
 

Elimine o cansaço e perca peso, cuide da tireoide Delmiro Gouveia AL

Entenda o funcionamento da glândula da tireoide e a sua interferência no metabolismo. Sintomas como casaço, aumento de peso e constipação intestinal podem indicar o problema. Conheça os resultados do tratamento contra o hipotiroidismo.

Sandra Ferreira Sampaio
(82) 3327-9899
R Engenheiro Mario de Gusmao 725
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Luciane de Moura Vianna
(08) 2338-3900
Rua Artur Vital da Silva 150 - Medicor da Gruta
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Vanize Oliveira de Souza
(82) 3327-1344
R Jangadeiros Alagoanos 495 - Climecor
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Sirlean Ferreira de Sena
(82) 3522-2228
Pc Prof. Domingos Correia 600
Arapiraca, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Regina Lucia de Omena Cavalcante
(82) 3327-8030
Av Doutor Antonio Gouveia 81
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Thais de Alencar M Ferreira
(82) 3326-1149
R Sargento Benevides 30
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Thais de Alencar Mendonca Ferreira
(08) 2223-6627
Rua Sargento Benevides 30
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Antonio Carlos Wanderley Amorim
Rua Barao de Anadia 120
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Denise Nunes de Alencar
823-2180
Av Fernandes Lima Km 05
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Rosilda de Mendonca Vaz
(08) 2241-7240
Rua Clementino do Monte 170
Maceio, Alagoas
Especialidade
Endocrinologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Elimine o cansaço e perca peso, cuide da tireoide

Fornecido por: 



28/10/2009

Alimentos que fazem a tireoide trabalhar mais (e você perder peso)

Ela é pequena e seu formato lembra o de uma borboleta. mas, não se engane, o tamanho desta glândula é desproporcional à sua importância

Uma queda brusca nas reservas de energia, um cansaço implacável, o intestino que resolve travar, inchaços nas pernas e sem falar nos ponteiros da balança que custam a baixar. Estes podem ser os sinais de que a tireoide está funcionando em marcha lenta. A pequena glândula endócrina, em formato de borboleta e localizada na parte anterior do pescoço, no famoso gogó, é responsável pela produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), que regulam o metabolismo.

"A tireoide produz principalmente o T4 que será transformado dentro das células em T3, o hormônio ativo. O T3 se ligará a receptores no núcleo das células e incitará o funcionamento das mesmas. O T3 age em praticamente todos os órgãos, estimulando várias funções. Por exemplo, no coração, controla os batimentos cardíacos; no intestino, monitora o peristaltismo e a frequência de evacuações; e no cérebro, interfere na memória, no humor e em outras funções cognitivas", explica a endocrinologista Gisah Amaral de Carvalho, membro do departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

E quando a tireoide desacelera - problema conhecido como hipotireoidismo - todo o corpo fica preguiçoso. Com a diminuição no metabolismo geral, há uma verdadeira pane e, ainda, a tendência a engordar, que pode chegar a 10% do peso corporal. Mas, atenção! Segundo o endocrinologista Filippo Pedrinola, apesar do problema poder sim aumentar a silhueta, raramente a deficiência da tireoide leva à obesidade. O tratamento é feito por meio da reposição hormonal com levotiroxina, que deve ser ingerida diariamente em jejum.

A SOLUÇÃO PODE ESTAR NO SEU PRATO

O principal nutriente para o bom funcionamento da tireoide é o iodo. A glândula utiliza este mineral - que pode ser ingerido na dieta - para a produção dos hormônios. "Uma dieta adequada fornece cerca de 150 microgramas (mcg) de iodo por dia, quantidade suficiente para uma adequada fabricação de T3 e T4", explica Gisah Amaral de Carvalho. Mas, ela alerta para o exagero. "Medicamentos, vitaminas ou alimentos com grande quantidade do mineral podem fornecer uma dose exagerada, o que pode atrapalhar o funcionamento da glândula." Vale lembrar, que com uma estratégia para supr...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535