.
 

Dentista Jataí GO

Esta página disponibiliza informações sobre a importância do condicionamento psicológico das crianças que tem medo de se fazer uma consulta ao dentista, as principais respostas de fuga da criança devido ao pavor de dentista e uma lista de empresas e profi

Cibelle A Antunes
(48) 3646-1218
Rua Raulino Horn 207
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Adriane F Valdameri
(66) 3544-9859
Av Curitiba 2955 sl 4
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Valdecir Scopel
(41) 3023-6070
Rua Mal Deodoro 869 sl 1003 an 10
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Elmar Kunz
(51) 3708-1098
Rua Flores Cunha 527
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Luiz Roberto de Almeida
(24) 3342-7060
Lgo 9 de Abril 26 sl 323
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Celso G Ferreira
(31) 3291-1049
Rua Ten Brito Melo 1355 s 604
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Antônio C Reis
(64) 3413-1213
Av Couto Magalhães Q 63 65 lt 3
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Celso Gomes Palmeiras
(21) 3421-1973
Rua Francisco Real 1576 ap 202
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Joice de Carvalho Oliveira
(21) 3641-1996
Rua Francisco Sá 330 sl 915
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Karla Brodbeck
(48) 3656-0231
Rua S Manoel 53 ap 205 an 2
Jatai, Goiás
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

A confiança da criança é fundamental para o tratamento dentário

Fornecido por: 

     
 
Criar vínculo torna melhor o atendimento

Muitos adultos sentem medo de ir ao dentista, mas com as crianças o medo do dentista é muito pior, se expressa através do choro. Mexer a cabeça e os pés, morder e chutar, são as principais respostas de fuga da criança devido ao pavor de dentista.

Por isso, o condicionamento psicológico é muito importante, pois prepara a criança para o tratamento, evitando assim traumas futuros. Este condicionamento deverá ser gradativo, normalmente em três sessões, familiarizando a criançada com o consultório, seus instrumentais e os aparelhos, fazendo com que a criança confie no profissional e mantenha com ele uma relação amigável.

O especialista em Periodontia, Dr. Ismael Marques Novo, cirurgião-dentista, explica que as crianças se apegam bastante aos dentistas e cria-se uma relação de afeto, que contribui para um bom atendimento. O tratamento realizado pela clínica é educativo-preventivo e as crianças já iniciam a partir dos seis meses de vida.

O melhor momento para a primeira visita é por volta dos seis meses, quando aparece o primeiro dentinho, pois dá aos pais novas orientações sobre limpeza da boquinha e a dieta adequada, além de relembrar o que foi orientado durante a gestação. "O que alguns pais não sabem é que, várias crianças, na faixa etária entre dois e cinco anos, já chegam ao consultório com cáries grandes nos dentes de leite, que podem apresentar comprometimento da polpa (nervo), e com isso havendo necessidade de tratamento de canal. Esta infecção no dentinho de leite poderá prejudicar a formação dos futuros dentes permanentes", explica o Dr. Marques.

O que geralmente ocorre é que na primeira consulta, a criança não tem a menor idéia, por exemplo, de que um dente dolorido ou uma infecção consiste uma ameaça ao seu bem-estar. Ela tende mais a pensar que o dentista e os seus assistentes é que são o verdadeiro perigo. Essa é a reação normal da criança dentro do consultório. "O primeiro passo para ter sucesso com a criança é estabelecer uma comunicação mútua e fazê-la ver que o dentista e os assistentes são seus amigos e estão interessados em ajudá-la. É interessante conscientizar a criança da importância da consulta", esclarece o Dr. Marques.

Para se ter uma idéia da importância em preservar a saúde dos primeiros dentinhos, é bom lembrar que a perda precoc...

Clique aqui para ler este artigo em SIS Saude

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535