.
 

Consultório de Sexologia Caririaçu CE

Encontre consultório de sexologia em Caririaçu. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Katia N S Barros de Oliveira
3486-6161
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Roosevelt Cavalcante
3261-2670
Av Sen. Virgilio Tavora 1901
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Caesar Augustus B Fontes
3368-8995
Av Edson da Mota Correia 714
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Vera Maria Sampaio Monteiro
3486-6166
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Amancio de Jesus Ferreira Costa
R Vicente Padilha 512
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Maria do Perpetuo S S da Cunha
3486-6165
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Maria Lucia Martins de Aragao
3244-2527
R Cel Juca 1367
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Ivan Nobre Rabelo
Av Oliveira Paiva. 1976
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Maria de Jesus S de Andrade
3486-6161
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Estefania Mota Araripe Pereira
3223-8823
R Gilberto Camara 835
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Consultório de Sexologia

Fornecido por: 

O homem brasileiro possui quatro grandes temores: a falta de ereção, a perda da libido, adoecer e a queda do poder aquisitivo. Isso é o que mostrou pesquisa realizada pelo Projeto Sexualidade (ProSex), da USP. O estudo, conduzido pela professora Carmita Najjar Abdo, ouviu mais de 10 mil pessoas em 19 cidades. "O resultado mostra a importância de uma vida sexual saudável e o peso da impotência no imaginário masculino", destaca o médico Evandro Cunha.

Os números mostram que o medo pode tornar-se realidade em uma proporção maior do que se pensa. A disfunção erétil atinge, em algum nível, cerca de 50% da população masculina entre 40 e 70 anos. "Isso significa que eles experimentam dificuldades para obter ou manter a ereção para uma atividade sexual satisfatória", explica o urologista. Já a disfunção completa, na qual não se obtém ereção alguma, atinge 100 em cada mil homens.

Se a questão já é delicada, torna-se ainda mais complexa porque menos de 30% desses pacientes procuram ajuda médica. "O preconceito é um erro grave, pois a doença, quando diagnosticada precocemente, é mais fácil de ser tratada", destaca.

Primeiros sinais de disfunção eretil

Há sinais que merecem atenção, como é o caso de dificuldades para alcançar a ereção, além de alterações na duração e na frequência. "Ao experimentar qualquer desconforto, o homem deve procurar imediatamente um urologista", alerta.

As causas são inúmeras e a medicina admite que os aspectos psicológicos como - ansiedade, insegurança, medo e obrigação de ter ereção - pesam mais que os fisiológicos.

No âmbito orgânico, problemas sistêmicos como síndrome metabólica, diabetes, hipertensão arterial, obesidade e alterações hormonais são os principais fatores desencadeadores.

"O diagnóstico engloba criteriosa avaliação clínica, exames laboratoriais como a dosagem de hormônios, avaliação dos vasos penianos, ecografia peniana, avaliação neurológica e avaliação psicológica", diz o médico.

Hoje, há um amplo leque de tratamentos. A indicação depende do fator causal e pode compreender reposição hormonal, medicamentos orais e, em alguns casos, implante de prótese peniana semirígida ou inflável. O supor...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535