.
 

Conhecendo a cirurgia para rinite alérgica Anápolis, Goiás

Saiba quando é indicada a cirurgia para tratamento da rinite alérgica. "As técnicas consistem na remoção de parte das conchas nasais inferiores, ou cornetos, que são as estruturas internas das cavidades nasais, ou sua cauterização", o autor explica como a técnica é executada. Conheça também as considerações do otorrinolaringologia Fabrizio Romano.

Eduardo Cury El Cheikh
(62) 3224-8400
Av a Esq 7 - 407 Cen Med Sao Salvador
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Ricardo Gimenes Ferri
(62) 3209-2929
Av L Esq 7 - a 220 Cen Goiano Otorrino
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Sergio Marquez Nascentes
(62) 3521-6161
R 6 221 - Clin Otorrino S Braz
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Paulo Cesar Fenelon
(62) 3521-6161
R 6 221 - Clin Otorrino S Braz
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Lessando Paiva Martins
Rio Verde, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Mario Tsustsui
643-4111
Pc das Maes 1
Catalao, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Priscilla Monteiro B Alves
Av L Esq (062) 2092929 - (062) 32092907
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Abel Alexandre Hannum
(62) 3291-1818
Pca Walter Santos 8 - Cen Med Samaritano
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Emilio Santana Martins Xavier Nunes
(62) 3941-3318
Al Ricardo Paranhos 61 - Filliuim Cen Medico
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Mauro Sergio Janot Procopio de Menezes
(62) 3252-6800
Av 2 - 435 Inst de Cirurg Laser
Goiania, Goiás
Especialidade
Otorrinolaringologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conhecendo a cirurgia para rinite alérgica

Fornecido por: 



05/01/2010

Cirurgia da rinite alérgica

Quando é indicada?

Rinite alérgica é uma inflamação crônica das fossas nasais causada por alergia a diferentes substâncias, sendo as mais comuns os ácaros, mofo, pólen, pelo de cachorro e gato ou barata, entre outras. Os sintomas mais comuns da doença são obstrução nasal, espirros, coceira no nariz e coriza.O tratamento da rinite alérgica pode ser feito evitando a exposição ambiental aos alérgenos (substâncias reconhecidas como “estranhas” por alguns organismos), com a utilização de medicamentos antialérgicos orais ou do tipo spray nasal e por meio de imunoterapia (aplicação de injeções periódicas com extratos de alérgenos para reduzir a sensibilidade às substâncias). A cirurgia é indicada quando não conseguimos uma melhora dos sintomas com o tratamento clínico.

Todo paciente que vai ser submetido a uma cirurgia deve realizar uma avaliação pré-operatória adequada. Além disso, também para as cirurgias nasais, ele deve interromper o uso de medicações que agem na coagulação sanguínea, sempre com a orientação do médico clínico que o assiste. Após ser encaminhado ao centro cirúrgico, é realizada a anestesia propriamente dita, que pode ser local ou geral.

As técnicas consistem na remoção de parte das conchas nasais inferiores, ou cornetos, que são as estruturas internas das cavidades nasais, ou sua cauterização. Isto pode ser realizado com diversos instrumentos cirúrgicos como microdebridadores, laser, aparelhos de radiofreqüência, entre outros, a depender de cada caso. A visibilidade interna do nariz pode ser obtida com o uso de um equipamento de iluminação chamado fotóforo ou por videoendoscopia (mais utilizado atualmente).

Fabrizio Romano, doutor em otorrinolaringologia pela USP, afirma que as diferentes técnicas duram, em média, de 40 a 60 minutos. Muitas vezes podem ser realizados outros procedimentos nasais concomitantemente, como septoplastia (cirurgia corretiva de desvios ou irregularidades do septo nasal) ou exérese de pólipos (procedimento para retirar uma parte ou a totalidade do tecido), que aumentam o tempo cirúrgico.Após quatro dias de repouso relativo o paciente pode retomar suas atividades, com exceção dos exercícios físicos, que ficam suspensos por duas a três semanas. O principal cuidado é evitar o sangramento nasal. Isso se consegue com repouso, dieta sem alimentos quentes e colocação de compressas frias no rosto nos primeiros dias. Nã...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535