.
 

Conheça os fatores determinantes para o desenvolvimento da memória Luís Correia PI

Pesquisadores descobriram os fatores que melhoram o funcionamento da memória. Eles justificaram as condições que proporcionaram a evolução dos registros cerebrais por gerações. Entenda sobre os estímulos da memória episódica.

Jerlene Maria de Sousa Barbosa
(86) 3221-7120
R Felix Pacheco 2159 - S Sala 304
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Wilson Nunes Martins
(61) 0862-2378
R Sao Pedro 2700
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Arquimedes Cavalcante Cardoso
(86) 3221-4462
R Governador Raimundo Artur de Vasconcelos 670 - Sl 405
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Nilmar Pereira da Silva
R Rio Grande do Sul 897 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Francisco Ferreira Ramos
(86) 3222-6523
R Rio Grande do Sul 1030 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Manoel Baldoino Leal Filho
(86) 3226-1766
R Governador Raimundo Artur de Vasconcelos 670 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Luiz Claudio Pereira Galvao
(86) 3222-3912
R Felix Pacheco 2159 - Sala 406
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Marcos Alcino Soares S Marques
(86) 4009-1100
R Coelho de Resende 1276 - Espaco Vida Hti
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Antonio de Padua Rego Junior
(86) 3221-1023
R Coelho de Resende 123 - Sul
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
In Neurofisio - Investigacao de Neurol. e Neurof
(86) 223-1718
Gabriel Ferreiraz/Nate 1125 - /1126 986
Teresina, Piauí
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conheça os fatores determinantes para o desenvolvimento da memória

Fornecido por: 



13/11/2008

Estudo sueco

Memória humana fica melhor a cada geração

Um estudo sueco desenvolvido ao longo de vinte anos demonstrou que a memória humana vem melhorando a cada geração, devido a fatores como níveis mais elevados de instrução e boa nutrição.

Segundo os pesquisadores da Universidade de Estocolmo, os resultados do estudo - o maior já realizado sobre o tema - podem conduzir à elevação da atual idade de aposentadoria para homens e mulheres.

"Os resultados indicam que a idade de aposentadoria pode ser ajustada para além dos limites atuais, já que estamos retendo melhores funções cognitivas no processo de envelhecimento", destacou Lars-Göran Nilsson, professor de Psicologia da Universidade de Estocolmo e líder do projeto, em entrevista ao jornal sueco Svenska Dagbladet.

A pesquisa envolveu 4,2 mil pessoas entre 25 e 80 anos de idade durante um período de vinte anos, com intervalos de cinco anos entre os testes. O estudo faz parte do chamado projeto Betula, que tem como objetivo examinar o desenvolvimento da memória a fim de identificar sinais preliminares de demência.

"Descobrimos que a memória das experiências, também conhecida como memória episódica, melhora a cada geração", disse Lars-Göran Nilsson.

A memória episódica se refere a lembranças de acontecimentos específicos - como, por exemplo, lembrar-se de uma viagem feita com a avó trinta anos atrás.

Entre outros testes, os participantes do estudo tiveram que identificar cerca de vinte rostos, tempos depois de vê-los em fotografias mostradas pelos pesquisadores.

Fatores determinantes

Os cientistas concluíram que os fatores determinantes para o desenvolvimento da memória são os níveis de educação, a nutrição e o tamanho da família.

Segundo o estudo, as pessoas com maior grau de instrução, melhor nutrição, bons hábitos de exercícios e menor quantidade de irmãos ou irmãs possuem memória episódica mais acentuada.

Além da quantidade de irmãos ou irmãs, a ordem de nascimento na família também é um fator determinante, dizem os cientistas: os primeiros filhos tendem a ter melhor memória episódica.

"A explicação é provavelmente o fato de que o primeiro filho recebe 100% da atenção, e quando a criança ganha irmãos a energia e o tempo dos pais passam a ser divididos entre todos", esclarece o líder do projeto.

O estudo demonstrou também que, mesmo entre as pessoas com formação biológica semelhante, aqueles que possuem...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535