.
 

Conheça o diagnóstico da peyronie Mossoró, Rio Grande do Norte

Identifique os sintomas da peyronie. Entenda as opções de tratamento da doença e intervenção cirurgica. Conheça também as possíveis causas do problema.

Jesulei Dias da Cunha
(84) 3317-3889
Rua Juvenal Lamartine 640 - Clínica Sommos
Mossoró, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Luiz Dionisio de Melo
(84) 3221-6301
Rua Felipe Camarão 548
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Felipe Pacheco Ferreira de Melo
(84) 3220-4551
Av. Afonso Pena 766
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Jesulei Dias da Cunha
(84) 3317-3889
Rua Juvenal Lamartine 640 - Clínica Sommos
Mossoró, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Roberto Menezes Bezerra Dias
843-6168
R Coronel Joaquim Manoel 615 - Ed. Harmony Medical Center Sala/602 6º Andar
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Cesar Araujo de Britto
(84) 3211-9797
Rua Ver. Joao Alves da Silva Filho 784
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Antonio Francisco Correia Junior
Rua Sílvio Pélico 181
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Jose Hipolito Dantas Junior
(84) 3231-1010
Rua São José 1979
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Natal Hospital Center
(84) 4009-1000
Afonso Pena 754
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Gilson Figueiredo Cantidio
(84) 3211-9797
Rua Ver. Joao Alves da Silva Filho 784
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Urologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conheça o diagnóstico da peyronie

Fornecido por: 



05/10/2009

Pênis torto é indicativo de uma doença?

Leia sobre o assunto

Se o desvio do pênis não é acentuado e se o homem não sente dor na hora da ereção, não é necessário se preocupar. Porém, se há dor é preciso procurar um médico urologista para afastar a doença de Peyronie. Ela é provocada por um alteração do tecido que envolve os corpos cavernosos do pênis. Neste último caso forma-se uma espécie de calo no corpo do pênis (percebido como uma placa endurecida), o que provoca a curvatura acentada do mesmo.

A doença de Peyronie afeta cerca de 0,4% até 3,5% dos homens adultos. Sua causa é desconhecida. Pequenos traumatismos durante o ato sexual são uma possível explicação para esta doença. Esses traumatismos seriam seguidos por uma cicatrização inadequada do pênis. Isso Fatores imunológicos talvez estejam envolvidos, pois em alguns casos, há associação com fibroses em outras áreas do corpo.Outras situações podem acompanhar a doença de Peyronie, como o diabete melito, gota, uso de medicamentos betabloqueadores,etc... A doença de Peyronie para ter influência genética.

O diagnóstico da doença de Peyronie é simples, feito através das queixas do paciente e pela palpação da placa endurecida no pênis. Poucas doenças podem ocasionar achados semelhantes aos da doença de Peyronie.

Como é uma doença de causa desconhecida, não há um tratamento eficaz. Naqueles casos assintomáticos e sem uma curvatura peniana acentuada, opta-se por um tratamento conservador.Quando existem sinais de progressão da placa, dor ou curvatura, pode-se optar por drogas administradas via oral (vitamina E associada colchicina) ou terapia com ondas de choque.

Se houver uma curvatura peniana significativa com a impossibilidade de uma penetração vaginal, o tratamento é cirúrgico. A cirurgia realizada consiste em retificar o pênis. Algumas técnicas fazem a retirada da placa fibrótica e a sua substituição por outro tecido normal. Nos casos de curvatura severa ou ausência de ereção, a única solução é o implante de próteses penianas.


Autor: Imprensa
Fonte: Portal do Coração


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535