.
 

Conheça as causas cefaléia crônica Mossoró, Rio Grande do Norte

Identifique os fatores que desencadeiam a cefaléia crônica diária. Saiba também qual é o tratamento recomendado para esse problema. "Algumas das vítimas desse mal apresentam um misto de sintomas de enxaqueca e de cefaléia tensional", diz o autor.

Heider Lopes de Souza
(84) 3616-8085
Cel. Joaquim Manoel 615 - Sala 708
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Raimundo Honorio Lopes
(84) 3214-2682
Av. Tomaz Landim 335
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Rosemary Pinheiro dos Santos
(84) 3211-5434
Rua Joao Pessoa 267
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Herbert Clement Dore
(84) 3211-7755
Rua Antônio Albequerque 968
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Maria de Fatima Guilherme de Souza
(84) 3209-2030
R Coronel Auris Coelho 235
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Herbert Clement Dore
32117755
rua antonio campos 968
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Isadora Pereira Q e Silva
(84) 3222-7778
Av. Rodrigues Alves 865
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Mercia Jeanne D Bezerra
(84) 3211-7755
Rua Antônio Albuquerque 968
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Carlos Trigueiro de Souza
(93) 3332-1192
Av Campos Sales 782
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Osvaldo Ferreira de Azevedo
(84) 3222-0239
Rua Ângelo Varela 1122
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conheça as causas cefaléia crônica

Fornecido por: 



19/10/2009

Cefaléia crônica diária

Há doentes que se queixam de crises extremamente freqüentes de cefaléia

Definição

Há doentes que se queixam de crises extremamente frequentes de cefaléia – mais de quinze por mês, ou mais de 180 por ano – e que ocorrem há mais de seis meses. Além disso, eles relatam sintomas que não se enquadram no diagnóstico de cefaléia tensional crônico (ver, no Guia de Doenças, texto sobre “Cefaléia Tensional”) . Essas pessoas têm sido então consideradas como portadoras de uma síndrome a que se deu o nome de cefaléia crônica diária.

Algumas das vítimas desse mal apresentam um misto de sintomas de enxaqueca e de cefaléia tensional. A maioria delas é enxaquecosa, com ou sem aura que, por diversas razões, passam a ter crises do tipo tensional, intercaladas com as de enxaqueca. Com menor frequência, esses casos ocorrem em pacientes com cefaléia tensional episódica.

Certos pacientes com cefaléia crônica diária, contudo, não relatam terem tido anteriormente cefaléia tensional ou enxaqueca. Comumente queixam-se de fadiga crônica e em sua história é possível identificar um episódio inicial do tipo gripal.

Causa

Vários fatores, isolados ou conjugadamente, podem levar uma cefaléia primária episódica a se transformar em cefaléia crônica diária: abuso medicamentoso (de analgésicos e ergotamina), distúrbios de personalidade, depressão, estresse, hipertensão arterial e uso freqüente de medicação, mesmo que não para cefaléia, como hormônios sexuais.

O uso de dez ou mais comprimidos de analgésicos por semana, ou de 10 mg ou mais de ergotamina nesse mesmo período, é suficiente por si só para induzir cefaléia. O quadro se acompanha de distúrbios de memória, irritabilidade, fraqueza, náuseas, depressão, distúrbios de comportamento entre outros sintomas. Vale mencionar que o doente que usa excessivamente analgésicos pode apresentar fenômeno de tolerância – a retirada súbita desses medicamentos pode determinar sintomas de abstinência e causar manifestações muito importantes (agitação, intensificação da dor de cabeça e, às vezes, até confusão mental).

Tratamento

O tratamento exige, inicialmente, a identificação das causas que possivelmente tornaram crônica a cefaléia. Verificando-se que o problema deriva de abuso medicamentoso, o médico mostrará ao doente a importância de aceitar um programa de supress&a...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535