.
 

Conheça a reposição hormonal para menopausa Nossa Senhora do Socorro, Sergipe

Compreenda o que é a menopausa. O autor descreve como a reposição hormonal reduz os sintomas desse período. Ele também explica as modalidades dessa metodologia.

Valnice Silveira dos Santos
(79) 3211-2820
Av Goncalo Prado Rolemberg 211 - Sala 801
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Geriatria

Dados Divulgados por
Valnice Silveira dos Santos
(79) 3211-2820
Av Goncalo Prado Rolemberg 211 - Sala 801
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Geriatria

Dados Divulgados por
José Oliveira F
(79) 215-5312
pc O Campos, 7
Aracaju, Sergipe
 
Clube de Eng de Sergipe
(79) 255-1020
r Professor Jugurta Feitosa Franco, 170, Coroa Do Meio
Aracaju, Sergipe
 
Rotary Club de Aracatu
(79) 214-0560
r João Pessoa, 320, sl 302, Centro
Aracaju, Sergipe
 
Renato Prudente Franco
(79) 3211-2222
R Lagartor 2150
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Geriatria

Dados Divulgados por
Renato Prudente Franco
(79) 3211-2222
R Lagartor 2150
Aracaju, Sergipe
Especialidade
Geriatria

Dados Divulgados por
Neide Costa Tavares
(79) 211-1918
r Constr João Alves, 228, sl 1
Aracaju, Sergipe
 
Angela FF R Colognesi
(79) 246-2992
r Anisio Azevedo, 675, sl 301, Treze De Julho
Aracaju, Sergipe
 
Maria BM Oliveira
(79) 222-8751
av Beira Mar, 700
Aracaju, Sergipe
 
Dados Divulgados por

Conheça a reposição hormonal para menopausa

Fornecido por: 



07/10/2009

Reposição hormonal na menopausa

Saiba os benefícios, mecanismos e as modalidades

A menopausa é um problema clínico importante. Ela marca, com sintomas clínicos, psicológicos e hormonais, o fim do período fértil da mulher. Geralmente ocorre ao redor dos 50 anos. Mas há também a menopausa precoce, antes dos 40 anos, e a menopausa tardia, entre 50 e 55 anos.

A menopausa é precedida por um período de pré-menopausa em que existe irregularidade das menstruações, quase sempre sem prévia ovulação. Neste período praticamente não existem sintomas clínicos ou queixas relativas ao bem-estar. Com a cessação dos períodos menstruais, começam os sinais e sintomas da menopausa: calores noturnos seguidos de ampla sudorese, principalmente na região da cabeça e pescoço, angústia noturna, ansiedade com eventual compulsão alimentar, vontade de chorar por motivos pouco importantes, irritabilidade (o chamado “pavio curto”) e eventualmente sintomas depressivos. Na parte física a mulher pode notar decréscimo da secreção vaginal, diminuição da libido e do desejo sexual, alterações do tegumento cutâneo (pele e cabelos) bem como ganho de peso. Diante de tantos sintomas e sinais, o médico deve optar por uma solução terapêutica.

Filosoficamente, é uma injustiça profunda o fato de o sexo feminino passar por este período tormentoso da menopausa, enquanto os varões continuam, ininterruptamente, a produzir o hormônio masculino até idade muito avançada.

Mecanismos hormonais da menopausa

Os ovários contêm uma quantidade de óvulos em “estoque” para a ovulação mensal desde a primeira menstruação (menarca) até o fim do período fértil (menopausa). O número de óvulos em cada ovário não é o mesmo em todas as mulheres. Assim, as mulheres com maior número de óvulos potencialmente terão a menopausa mais tarde (50 anos e mais), enquanto aquelas com número pequeno de óvulos poderão ter menopausa precoce (antes dos 40 anos).

Com a falta de ovulação, a mulher deixa de ser fértil. No entanto, os ovários podem, ainda, secretar o hormônio feminino – estradiol – por período variável, mantendo o organismo feminino com nível adequado de estrógenos e sem sintomas. Ao fim de meses ou anos, os ovários deixam de “fabricar” o estradiol. Neste ponto, a glândula hipófise, controladora dos ovários, passa a produzir quantidade excessiva de dois hormô...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535