.
 

Conheça a importância da vitamina D Craíbas AL

Entenda a relevância da vitamina D para o organismo. "O dano mais conhecido da falta da vitamina D é o enfraquecimento do esqueleto", destaca o autor. Saiba como evitar os problemas ocasionados pela carência dessa vitamina.

ACADEMIA PHYSICAL TRAINING
(0XX82) 33269944
RUA DESEMBARGADOR TENÓRIO, 226, FAROL
MACEIO, Alagoas
 
SS Frazão Com Ltda
(82) 3377-0303
av Júlio Marques Luz, 445 Jatiúca
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Cena
(82) 3241-1886
r roberto Simonsen, 435 Gruta de Lourdes
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Aquatica
(82) 3231-8908
r Pref Abdon Arroxelas, 382 Ponta Verde
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Alfa
(82) 3241-3626
r Maj Vicente Sabino, 172 Farol
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Corpo a Corpo
(82) 3320-6531
r 64 - Cj Castelo BRanco, 4 Jacintinho
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Suênia Personal Trainer
(82) 9664-0951
Sebastião Ribeiro Barbosa 88 sta Esmeralda
Arapiraca, Alagoas
 
Academia Feminina Nina rosa
(82) 3235-1874
r Valfrido Jerônimo rocha, 183 Jatiúca
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Ativação
(82) 3032-1108
av Menino Marcelo, 7590 A
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Academia Ativa
(82) 3371-9286
av Muniz Falcão, 105 D Barro Duro
Maceió, Alagoas

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conheça a importância da vitamina D

Fornecido por: 



13/07/2009

Autoridades alertam para a carência de vitamina D

Saiba como evitar maiores problemas, ocasionados na carência dessa vitamina

ROTINA Em dias ensolarados, mostrar a pele ajuda a produzir a substância

A carência de vitamina D no organismo está virando um problema de saúde pública. O alerta foi dado no começo do mês pela Fundação Internacional de Osteoporose. A entidade divulgou um levantamento mostrando o avanço do fenômeno em seis regiões do planeta. "A maior parte dos habitantes do mundo carece de vitamina D. Nos Estados Unidos, mais da metade da população apresenta índices abaixo dos recomendados", disse à ISTOÉ o médico John Adams, da Universidade da Califórnia. A falta da substância se caracteriza por taxas abaixo de 20 nanogramas por mililitro de sangue (ng/ml).

O dano mais conhecido da falta da vitamina é o enfraquecimento do esqueleto. Isso ocorre porque o nutriente desempenha um papel essencial nas reações que transformam o cálcio ingerido por meio da alimentação no material que o corpo usa para fabricar ossos. Se ele não está disponível, o cálcio se perde. Por isso, os especialistas temem que sua escassez leve a uma explosão de fraturas e de problemas de crescimento nos mais jovens - um estudo recente do governo americano mostrou que 33% das meninas entre 12 e 19 anos registram níveis baixos da substância.

Há várias hipóteses para justificar a carência. Questiona-se até o papel dos genes, que determinariam a capacidade de retenção do nutriente pelo corpo. Uma das causas envolvidas nessa perda é a diminuição do tempo de exposição ao sol observada nas últimas décadas. Em parte, isso se deve às campanhas de prevenção do câncer de pele. Mas essa redução, desejável contra o câncer, acaba interferindo na sintetização da vitamina D no corpo. São os raios ultravioleta B que dão início à produção do nutriente. Basta expor cerca de 15% da pele três vezes por semana por cinco a 15 minutos.

Não há consenso sobre o uso de filtro solar nessa ocasião. O dermatologista Marcus Maia, da Santa Casa de São Paulo, diz que o protetor não atrapalha a produção da vitamina, pelo menos no Brasil. Há quatro anos, ele avaliou os níveis do nutriente de 50 pessoas que tiveram câncer de pele e por isso usavam rigorosamente filtro solar. Achou índices normais em todos. "Até mesmo esses pacientes espalhavam na pele uma quantidade de protetor insuficiente para impedir a com...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535