.
 

Centro de Oftalmologia Barbalha CE

Encontre centro de oftalmologia em Barbalha. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Heloisa Beatriz de Holanda
3271-2091
R Doutor Jose Furtado 1660
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Maria do Perpetuo S S da Cunha
3486-6165
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Teresa Neuma Albuquerque Gomes
3246-0240
R Nunes Valente 2110
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Maria de Jesus S de Andrade
3486-6161
Av Dom Luis 1233
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Maria de Fatima V de Azevedo
3226-4213
Av Santos Dumont 840
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Ivan Nobre Rabelo
Av Oliveira Paiva. 1976
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Deborah Nunes de Melo Braga
3088-2440
R Nunes Valente 2105
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dalgimar Beserra de Menezes
3231-9075
R Joao Cordeiro 1656
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Gonçalves Moreira Filho
(85) 3257-5566
Rua Silva Paulet 2690
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Emilia Tome de Sousa
R Coronel Linhares 850
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Centro de Oftalmologia

Fornecido por: 

A causa principal da doença retiniana é a disfunção da camada mais interna do olho humano, o epitélio pigmentar retiniano. Dois tipos básicos de complicações acontecem nessa região. Uma delas é a degeneração seca da retina e a outra é a formação de áreas de formação de vasos sanguíneos, que fazem com que o epitélio da retina se separe e deixe de funcionar. A perda de visão habitualmente passa por etapas que vão desde o borramento da visão até a perda total da visão central, impedindo o reconhecimento de outras pessoas e a capacidade de ler.

A busca dos especialistas, mais do que um tratamento eficaz, é descobrir o que pode ser feito para retardar ou evitar esse processo degenerativo. O uso de vitaminas com características antioxidantes vem sendo proposto, porém nenhum estudo tinha conseguido comparar a evolução entre pessoas que usavam ou não as vitaminas. No caso da pesquisa irlandesa o complexo vitamínico testado em mais de 400 pacientes era rico em xantina e luteína, classificadas entre as chamadas de carotenoides. Essas vitaminas estão presentes de forma natural, tais como outras, nos vegetais e nas frutas.

O acompanhamento dos dois grupos por mais de cinco anos mostrou que, no grupo que usou as vitaminas, não só a progressão da degeneração macular se deteve, bem como a visão desses participantes melhorou nesse tempo. Por outro lado, a visão e a retina dos outros participantes piorou sem o uso das vitaminas. Novos estudos são necessários para determinar a dosagem necessária e o tempo de utilização do complexo vitamínico para que se obtenham os efeitos sobre a degeneração da retina.
 

Confira outras matérias

  Peixes oleosos podem evitar doença degenerativa nos olhos, diz estudo
Consumo de ômega-3 pode frear degeneração macular nos primeiros estágios ou em estágios avançados
  Medicina Ortomolecular
Confira entrevista com o Dr. Marcos Natividade, exclusivamente para o SIS.Saúde

  Uma dieta rica em vitaminas pode prolongar a vida
As vitaminas preservam as extremidades do DNA, podendo abrandar o envelhecimento, sugere estudo

  Vitaminas no combate ao diabetes
Estudo sugere que ingestão de alguns suplementos acaba com os beneficios dos exercícios físicos

Autor: Luis Fernando Correia
Fonte: G1


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535