.
 

Centro de Hemodiálise/diálise Boa Vista, Roraima

Encontre centro de hemodiálise/diálise em Boa Vista. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Reis & Reis
(95) 224-1460
R Melvim Jones 43 - Sala a
Boa Vista, Roraima
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco F de Farias Jr
(95) 224-4514
R Barreto Leite 214 - /2 Sala 1
Boa Vista, Roraima
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Hospital Unimed
(95) 3624-2231
av Glaycon Paiva, 1083 São Vicente
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital estadual Materno-Infantil Nossa Senhora de Nazaré
(95) 3623-1818
r Pres Costa Silva, 950
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital Maternidade Nossa Senhora De Fátima
(95) 3626-2098
av Parma Jóquei Clube Centenário
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Marilia Juliana Moreno Coelho Belmino
(95) 3265-5901
Av Mario Homem de Melho 3057
Boa Vista, Roraima
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
HGR-Hospital Geral de Roraima
(95) 3623-8984
av Brg Eduardo Gomes, 3308
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital Lotty Íris Ltda
(95) 3224-1804
r José Coelho, 72 Centro
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital Lotty Íris
(95) 3224-1433
r Barreto Leite, 46 Centro
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Hospital da Mulher
(95) 3224-1460
r Melvin Jones, 126
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Centro de Hemodiálise/diálise

Fornecido por: 

Redução da dor, alívio na sensação de peso nas pernas, menos remédios e maior resistência física são os primeiros sinais positivos comprovados pelos 90 pacientes que incluíram ao tratamento tradicional da diálise uma série de exercícios físicos de no mínimo 30 min. A nova terapia complementa o tratamento tradicional e foi iniciativa do Serviço de Fisioterapia, do Instituto de Educação e Pesquisa (IEP) e da Unidade de Diálise do Hospital Moinhos de Vento. Os pacientes com insuficiência renal crônica, são submetidos a um que programa de treinamento muscular periférico por meio de exercícios com carga, isométricos e alongamento. 

“Como a expectativa de vida está mais alta, há mais pessoas com problemas renais crônicos que precisam de diálise”, afirma o nefrologista Mauricio Lutzky. De acordo com ele, os pacientes costumam apresentar patologias associadas, entre as quais: diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e pressão alta, que comprometem a capacidade funcional. O perfil destes pacientes é na maioria do sexo masculino e com mais de 60 anos. “Os pacientes estão andando sozinhos e praticamente não apresentam mais dores e câimbras”, conta.   O Centro de Hemodiálise do Hospital conta com uma equipe de nefrologistas, psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas que atende a uma média de 1 mil pacientes/mês. As atividades físicas são orientadas por fisioterapeutas, e são realizadas durante a sessão de diálise principalmente para membros inferiores, abdômen e glúteos. Mais informações: 51. 3314 5206.
Autor: Renatha Morés
Fonte: fróes, berlato associadas


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535