.
 

Beber café pode ajudar a combater derrames cerebrais Corumbá, Mato Grosso do Sul

Estudo constatou que, o café pode ajudar a reduzir os riscos de derrames cerebrais. "Apesar dos resultados positivos, os pesquisadores pedem cautela com o consumo de café", diz o autor. Conheça os detalhes do estudo.

Stúdio Força e Saúde - Alexander Cappellari
(67) 3306-4503
Rua: Quintino Bocaiúva, 1339 Tv Morena
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Academia R 3
(67) 3351-1674
av Cel Antonino, 1646, Vila Lucinda
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Academia Penelope
(67) 3326-3071
r Oceano Atlântico, 392, Chácara Cachoeira
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Academia Coliseum Ltda
(67) 3042-0579
r 7 Setembro, 912, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Academia Corpo Livre Ltda. - Me
(67) 3026-7087
av Alvorada, 159, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Academia Ilton Natação
(67) 3382-5820
r Br Melgaço, 168, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Acad César
(67) 3383-4575
r 13 Junho, 1870, Centro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Academia M3 Ltda
(67) 3326-1793
av Mato Grosso, 3463, Residencial Ipanema
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Academia Boa Forma
(67) 3385-8976
r Panambi Vera, 514, São Pedro
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Academia Campograndense de Raquetes
(67) 3326-3525
r Peixe Vivo, 101, Caranda Bosque
Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Beber café pode ajudar a combater derrames cerebrais

Fornecido por: 



18/02/2009

Beber café pode ajudar ao combate dos derrames cerebrais

Estudo indica novos efeitos positivos em se consumir o produto

Você é uma das muitas mulheres que adoram tomar café? Pois bem, enquanto no passado se acreditou que o café fosse prejudicial à saúde, podendo levar pessoas a sofrerem um Acidente Vascular Cerebral, novas pesquisas indicam totalmente o contrario: tomar café regularmente pode evitar um potencial derrame.

Durante muito tempo as pessoas que bebiam café com freqüência se preocupavam em saber se estavam fazendo algum mal à sua saúde. Um estudo recente analisou a ligação entre mulheres que bebem café e o risco de terem um AVC; o estudo foi conduzido de 1980 a 2004, envolvendo mais de 83.000 mulheres com média de idade de 55 anos. Nenhuma delas afirmou já ter sofrido de diabetes, AVC, problemas cardíacos ou câncer antes do inicio da pesquisa.   Ao longo de 24 anos, 84% das mulheres admite ter consumido café, 78% chá, e 54% qualquer tipo de bebida que possua cafeína, regularmente. De acordo com os resultados, em comparação com mulheres que tomam menos de uma xícara de café por mês, as mulheres que tomavam pelo menos 4 xícaras por dia reduziram em 20% as chances de sofrerem um derrame cerebral, as que consumiam de duas a três xícaras por dia reduziram em 19% e, finalmente, as que consumiam entre 5 e 7 xícaras por semana reduziriam em 10%.   “Muitas pessoas se preocupam com o fato de beberem café regularmente, achando que isso poderia estimular um AVC, mas aqui vimos que o café é benéfico e não prejudicial como se achava”, afirma o professor da “Harvard School of Public Health” e co-autor da pesquisa, dr. Rob M. Van Dam.   Durante o novo estudo, os pesquisadores observaram que o café não surtia efeito contra a trombose em mulheres fumantes, e que os benefícios contra o AVC também foram reduzidos significativamente. As mulheres que admitiram terem feito uso de cigarro e tomado, em média, 4 xícaras de café por dia durante os anos da pesquisa, tiveram os riscos de sofrerem AVC reduzidos em apenas 3%.   Os pesquisadores não puderam encontrar o fator determinante para a redução do risco de se ter um derrame, contudo, eles puderam observar que o chá e bebidas cafeínadas não surtiram efeito benéfico algum, logo eles acreditam que a cafeína não seja esse fator determinante.   Apesar dos resultados positivos, os pesquisadores pedem cautela com o consumo de café. O estudo observou que algumas das pessoas que consumiam em demasia o produto apresentavam sintomas de insônia, ansiedade e compl...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535