.
 

Antes de adoçar, diferencie os tipos de açucar Barbalha CE

Identifique qual tipo de açucar é mais nocivo à sua saúde. Saiba quais são as diferenças entre frutose e glucose. O autor especifica qual deles causa a gordura intra-abdominal.

Em Aquatic Center
(116) 161-6327
r Agostinho Gomes, 3199, Ipiranga
São Paulo, São Paulo
 
Francisco V Silva
(85) 479-5481
r 0014, 233, Mondubim
Fortaleza, Ceará
 
Creche Jardim do Centro
(115) 920-8047
r Constantino B D Bartolomeu, 110, Parelheiros
São Paulo, São Paulo
 
Escola Municipal de Ensino Infantil Emílio Carlos
(114) 228-3407
r Gonzaga, 241, Osvaldo Cruz
São Caetano do Sul, São Paulo
 
Sua Forma
(114) 227-4391
r Paulo,S, 1370, Santa Paula
São Caetano do Sul, São Paulo
 
Marilena Gruendling
(51) 717-1820
r Alberto Pasqualini, 351, ap 402
Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul
 
Creche Munic Santo André
(353) 697-2152
r Fernão Dias, Santo André
Poços de Caldas, Minas Gerais
 
Fernando Luiz Pereira
(116) 440-4913
r Mãe dos Homens,N S, 168, Vila Progresso
Guarulhos, São Paulo
 
Centro de Educação Infantil Soledad Barret Viedma
(113) 917-0025
r Tarcon, 315, Perus
São Paulo, São Paulo
 
Academia e Comércio Personal Club Ltda
(113) 884-5389
r Pamplona, 1488, Jardim Paulista
São Paulo, São Paulo
 

Antes de adoçar, diferencie os tipos de açucar

Fornecido por: 



27/05/2009

Muito açúcar é ruim

Mas qual açúcar é pior: frutose ou glucose?

Açúcar ruim

A equipe do professor Peter Havel, da Universidade da Califórnia (EUA), descobriu que o consumo de bebidas adoçadas com frutose, mas não aquelas adoçadas com glucose, afetam negativamente a sensibilidade do organismo ao hormônio insulina.

Um cidadão norte-americano consume, em média, 64 kg de açúcar, uma grande proporção disto vindo através dos refrigerantes.

A pesquisa demonstrou ainda que a ingestão de bebidas adoçadas com frutose afeta a forma como o organismo lida com a gordura, criando condições médicas que aumentam a suscetibilidade a ataques do coração e derrames.

Aumento na gordura intra-abdominal

No estudo, adultos obesos e com sobrepeso consumiram bebidas adoçadas com glucose ou com frutose que forneciam 25% de suas necessidades diárias de energia durante um período de 10 semanas.

Durante esse período, indivíduos dos dois grupos ganharam mais ou menos a mesma quantidade de peso, mas apenas aqueles que consumiram bebidas adoçadas com frutose apresentaram um aumento na gordura intra-abdominal.

Além disso, apenas esses indivíduos se tornaram menos sensíveis ao hormônio insulina - que controla os níveis de glucose no sangue - e apresentaram sinais de dislipidemia - aumento dos níveis de glicídios no sangue.

Dois outros pesquisadores, que não participaram da pesquisa, comentaram seus resultados, ressaltando que, embora esses sejam sinais de síndrome metabólica, que aumenta o risco de ataques do coração, os efeitos de longo prazo do sobre-consumo de frutose sobre a suscetibilidade aos ataques de coração permanecem desconhecidos.

Nota SIS.Saúde: frutose, açucar retirado de frutas e mel; glucose, glicose ou dextrose, açucar retirado do amido.


Autor: Karen Honey
Fonte: Diário da Saúde


Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535