.
 

Analise os prós e contras da menstruação interrompida Luís Correia PI

Confira a opinião de especialistas sobre a opção de interromper a menstruação. Eles comentam sobre as alterações hormonais e como elas interferem no bem-estar da mulher, seja de maneira positiva ou negativa. Uma pesquisa revelou que algumas usuárias engordaram entre dois a seis quilos, entenda os detalhes desse estudo.

Francisco Leoncio de Sales Neto
(86) 3321-3030
R Riachuelo 834 - Ed. Antonio Seligmansala 02
Parnaiba, Piauí
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
David Alves Batista
(86) 3221-5408
R Gabriel Ferreira 574 - S S 02
Teresina, Piauí
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Roosevelt Furtado de Vasconcelos
R Coelho de Resende 383 - Sul
Teresina, Piauí
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Antonio Fortes de Padua Filho
(86) 3221-3931
R Gabriel Ferreira 372 - S
Teresina, Piauí
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Mauricio Nogueira Barros
R Sao Pedro 1901 - Sl 103
Teresina, Piauí
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Jose Carlos de O. Gomes
221-1433
R Sao Pedro 2133
Teresina, Piauí
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Lucia Maria do Rego Medeiros
Av Leonidas Melo 701
Teresina, Piauí
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Leonidas Otavio Chaves Melo
6777-0863
Av Leonidas Melo 370
Teresina, Piauí
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Carlos Henrique Nogueira
(86) 3222-2786
R Monsenhor Gil 3330 - Hosp Samiu
Teresina, Piauí
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Raimunda Antonia Pires Fontenele
(86) 3223-2242
R Doutor Area Leao 80 - /S
Teresina, Piauí
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Analise os prós e contras da menstruação interrompida

Fornecido por: 



03/11/2009

Menstruação interrompida: prós e contras

Antes que se livrar da menstruação, saiba quais são os prós e contras

O que dizem os especialistas?

Suspender a menstruação já deu e ainda dá muito o que falar. Quem pôs lenha na fogueira foi o ginecologista baiano Elsimar Coutinho, quando lançou o livro Menstruação, a Sangria Inútil, em 1996. A partir daí, surgiram diferentes medicamentos à base de hormônios que interrompem o ciclo com a promessa de reduzir chateações típicas daqueles dias. O tema virou polêmica, dividiu a opinião dos médicos e, pior, confundiu a cabeça das mulheres. A boa notícia é que toda essa controvérsia serviu de estímulo à realização de um estudo científico que testou cada um desses métodos para responder definitivamente se vale a pena parar de menstruar.

O xis da questão

Vamos entender o porquê de toda a discussão. Para Elsimar Coutinho, suspender a menstruação não só livra a mulher de um incômodo mensal como é o melhor tratamento contra anemia, endometriose (inflamação do revestimento interno do útero), mioma (tumor benigno do útero), cólica e tensão pré-menstrual. Até existe um certo consenso entre os especialistas quanto ao uso de hormônios para tratar doenças, mas boa parte deles discorda da prescrição para casos de TPM ou apenas pela praticidade de não menstruar mais. Entre os principais motivos da turma do contra está o fato de que, com a suspensão, perde-se o papel sinalizador da menstruação de que o óvulo não foi fecundado ou ainda que está tudo correndo bem com o organismo — a ausência do sangramento regular pode indicar, por exemplo, problemas nas glândulas tireoide e suprarrenal. Eliezer Berenstein, autor do livro A Inteligência Hormonal da Mulher também defende que o cérebro feminino é inundado por hormônios ao longo de todos os meses e, ao interromper a menstruação, a harmonia desse ciclo ficaria comprometida, interferindo até no nosso temperamento.
Tira-teima dos hormônios

Essas questões foram colocadas à prova num estudo científico do Centro de Apoio à Mulher com TPM do Hospital das Clínicas de São Paulo, ligado à Universidade de São Paulo (USP). Durante dois anos, foram acompanhadas voluntárias que queriam bloquear a menstruação por sofrer de TPM intensa. O objetivo era verificar o nível de eficácia dos medicamentos disponíveis no mercado: checar se amenizavam os sintomas, interrompiam mesmo a menstrua&cced...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535