.
 

Analise as propriedades nutritivas do chocolate Luís Correia PI

Conheça os benefícios do chocolate para a saúde. A nutricionista Flávia Sguario explica os valores nutricionais desse alimento. "O chocolate contribui para a ampliação da produção de hormônios, como a endorfina e a serotonina", destaca o autor.

T Melo e Cia
(85) 621-0101
r 24 Maio, 1679
Camocim, Ceará
 
Hilarino Francisco Santos Cereais
(43) 822-1021
pc Abrão Andraus, 128
Wenceslau Braz, Paraná
 
Supermercado Economia
(64) 677-1184
av Macabeus, 475, Amorinópolis
Amorinopolis, Goiás
 
Aloisio Jasper
(41) 382-4185
r Walfrido Costa, 1823, Rio Pequeno
São José dos Pinhais, Paraná
 
Ruy J Flores Sobr
(47) 642-5208
r Pretextato Taborda Ribas, 912
Rio Negro, Paraná
 
Moacir Amaral
(193) 571-2977
r João Neto de Oliveira, 350, Jardim Bonsucesso
Leme, São Paulo
 
Thomas Peixes e Carnes Ltda
(47) 521-1886
al Aristiliano Ramos, 566
Rio do Sul, Santa Catarina
 
Valdecir Stock
(47) 644-1881
r Paulina Pillati, 424
Rio Negrinho, Santa Catarina
 
Walma Cerealista Ltda
(61) 631-2030
r Modesto Melo, 330
Formosa, Goiás
 
Mauri P Pegoraro
(553) 744-1944
r Com, 312
Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul
 

Analise as propriedades nutritivas do chocolate

Fornecido por: 



07/09/2009

Chocolate: o alimento dos deuses

Funcionalidade e benefícios do consumo regular do saboroso alimento

Composto de massa e manteiga de cacau, açúcar, substâncias flavorizantes e ingredientes adicionais, o chocolate, uma das iguarias mais desejadas pela humanidade, também é considerado um alimento funcional, com grande valor nutricional, responsável pelo fornecimento de substâncias importantes para a dieta humana, como proteínas, cálcio, ferro, fósforo, vitaminas (A, E, B1, B2, B3, B6, B12 e C) e magnésio.

A comprovação da qualidade funcional do chocolate se deve, principalmente, aos diversos estudos realizados por diferentes instituições, cujos resultados demonstram que, assim como o vinho tinto, quando ingerido em quantidades moderadas, torna-se um importante aliado da saúde e do bem-estar. “Estes valores nutritivos do chocolate se devem principalmente ao cacau, grande fornecedor de compostos bioativos como flavonóides e polifenóis, antioxidantes naturais que têm a propriedade de intensificar a função endotelial por meio da ativação do sistema de síntese do óxido nítrico e da diminuição de coágulos nos vasos sanguíneos. O que auxilia, até mesmo, na prevenção de doenças do coração”, explica a Dra. Flávia Ferreira Sguario, nutricionista funcional da Paraná Clínicas.

De acordo com a especialista, o consumo diário de até 40 gramas de chocolate, que possua mais de 55%∗ de cacau em sua composição (taxa encontrada com maior facilidade nos chocolates amargos), consegue controlar os radicais livres do nosso organismo, moléculas que, em excesso, podem prejudicar a estabilidade das células. “Esta funcionalidade do chocolate reduz as concentrações do colesterol ruim (LDL), aumenta o colesterol bom (HDL) e retarda o processo de envelhecimento celular”.

Além disso, ela explica que o chocolate contribui para a ampliação da produção de hormônios, como a endorfina e a serotonina. “A mistura mágica de gordura, açúcar, aroma e textura, faz com que a maioria das pessoas não resista aos encantos e sabores do chocolate. Para intensificar este processo, o chocolate favorece a produção de hormônios que estão diretamente ligados ao bem-estar. Por estes motivos, tornou-se um alimento tão difundido e apreciado”.

Para a Dra. Flávia Sguario, além destas características sensoriais despertadas pelo chocolate, nosso organismo possui um mecanismo de autodefesa e automedicação, que busca, nos alimentos, soluções para defici...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535