.
 

Analisando as dietas restritivas Aquiraz CE

Saiba porque as dietas restritivas não funcionam. A nutricionista Amanda Epifânio explica as razões para essa conclusão. Confira o seu parecer sobre a dieta da desintoxicação, uso de shakes, baixas calorias e outras promessas de emagrecimento.

Malhacao Esporte
(71) 248-7494
av Manoel Dias da Silva, 903, Pituba
Salvador, Bahia
 
Casa Sri Aurobindo
(313) 221-8004
r Viçosa, 344, São Pedro
Belo Horizonte, Minas Gerais
 
Nereida I Omizzolo
(55) 221-5402
BR, 1555
Santa Maria, Rio Grande do Sul
 
Bloco Carnavalesco os Estudantes da Liberdade
(71) 392-4784
r Nova da União, 36, e
Salvador, Bahia
 
Inst de Yoga Vivekanandaav
(85) 234-0789
av Eng Santána Junior, 136, Papicu
Fortaleza, Ceará
 
A Barca Com
(71) 264-7050
vl Caravelas, 62, Fazenda Grande Do Retiro
Salvador, Bahia
 
Inspetoria Regional Esportes Recreação Lins
(143) 522-5977
r Sete de Setembro, Centro
Lins, São Paulo
 
Only Tennis S/C Ltda
(113) 022-3646
r Alberto Seabra,Dr, 555, Alto de Pinheiros
São Paulo, São Paulo
 
Agripamo Sauna
(373) 231-5565
pc Melo Viana, 111, Pará de Minas
Para de Minas, Minas Gerais
 
Sauna Vip
(313) 271-5353
r Guajajaras, 410, sl 209, Centro
Belo Horizonte, Minas Gerais
 

Analisando as dietas restritivas

Fornecido por: 



02/12/2009

Por que estas dietas não funcionam?

Para responder a estas perguntas, ouvimos a nutricionista e a endocrinologista do Citen

v Dietas focadas em alguns alimentos ou grupo de alimento específico. (Dieta da Sopa, Dieta do Tipo sanguíneo, Dieta do Dr. Atkins)

Dra. Amanda Epifânio, nutricionista do Citen: são monótonas e impossíveis de serem mantidas a longo prazo.

Dra. Ellen Paiva, endocrinologista do Citen: não levam em consideração as preferências alimentares dos pacientes. Impedem o consumo de alimentos fundamentais à saúde, sem nenhuma base científica.

v Dietas de desintoxicação

Dra. Amanda Epifânio, nutricionista do Citen: as pessoas não se intoxicam com os alimentos, a menos que esses alimentos estejam contaminados.

Dra. Ellen Paiva, endocrinologista do Citen: a adesão a essas dietas causa riscos à saúde porque a desidratação grave provocada por elas pode ser erroneamente interpretada como perda de peso. As pessoas recuperam todo o “peso perdido”, assim que alcançam um nível de hidratação adequado.

v Dietas com alimentos mágicos (o uso de suplementos, enzimas, shakes)

Dra. Amanda Epifânio, nutricionista do Citen: na perda de peso não existe magia e sim um processo consciente de readequação dos alimentos em relação ao gasto calórico.

Dra. Ellen Paiva, endocrinologista do Citen: o uso desses artifícios não interfere em nenhuma etapa do emagrecimento. Os suplementos comprovadamente são placebos, as enzimas nada fazem pela queima de gordura localizada ou sistêmica, e, os shakes, além de nutricionalmente inadequados, são enjoativos e não proporcionam saciedade ao paciente.

v Dietas de baixíssimas calorias

Dra. Amanda Epifânio, nutricionista do Citen: não atende às necessidades mínimas do organismo e por isso não são toleradas. Seus efeitos colaterais como tonturas, fraqueza, tremores e sudorese praticamente inviabilizam a continuidade da dieta.

Dra. Ellen Paiva, endocrinologista do Citen: promovem a redução do gasto calórico e desencadeiam quadros compulsivos alimentares.

v Dietas que parecem boas demais para ser verdade ( “Perdi 18 kg com a dieta da pupunha do Amazonas”)

Dra. Amanda Epifânio, nutricionista do Citen: porque por mais sejam irreais e absurdas, estas dietas iludem as pessoas e as tornam ainda mais ignorantes em relação à nutrição, afetando, principalmente, aquelas que vivem em busca de uma alternativa mágica de dieta.

Dra. Ellen Paiva, endocrinologista do Citen: porque nenhum alimento isoladamente pode estar envolvido no processo de emagrecimento, princip...

Clique aqui para ler este artigo na SIS.Saúde

.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - Rua Cel. Corte Real, 75 - Bairro Petrópolis - 90630-080 Porto Alegre-RS
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 8575.3535